“Belaventura”: Selena corre ao ter prisão decretada

Sente muitas dores Pietra, caída no chão. “O armário que estava sendo arrumado por Biniek despencou em cima de Pietra“, explica Corinto à Dulcinéa. Foi um acidente, diz, muito nervoso, Biniek. “Onde está Lizabeta?”, pergunta à Severo, ao ir até o castelo de Valedo, Enrico. Ferozmente, Otoniel e Cedric lutam ao se encontrarem na floresta. “Agindo a favor da corte de Redenção está Selena, muito próxima de Lucy,” conta à Leocádia, Marion.

“A justiça será feita e uma traidora da Ordem do rei merece uma punição exemplar, mas não é o momento de contar a Severo, pois ele está muito atarefado”, diz Leocádia. “Severo está mesmo a disposto a atacar”, diz ao chegar Enrico enquanto Otoniel caminha apressado com Mistral. Diante de Severo, se encaram Marion e Selena.

“Estava no local do túmulo da rainha Vitoriana quando Otoniel chegou”, diz à Severo, Cedric. “A isca foi mordida por Otoniel“, diz à Cedric, Severo. Pietra e Lucy devem ser destruídas e é preciso atacar com ou sem a autorização da Ordem, diz Cedric.

Selena corre quando Marion ordena que a prendam no momento em que Selena, tensa, faz que vai sair e Severo assente. Por Balin, Accalon procura ao entrar com a espada na mão, na sala do trono. Como refém, Lucy é pega por Balin. “O que está acontecendo?”, pergunta ao chegar Otoniel. “Balin não pode fugir do castelo e levar os documentos”, diz Lucy.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE