Criticada, Imperatriz Leopoldinense manterá enredo

Escola de samba comprou briga com ruralistas

Por ,

Veja fotos do desfile da Imperatriz Leopoldinense
Fonte: Barbara Alejandra e Marcio Cassol/Famosidades
Representantes do agronegócio estão insatisfeitos com tema da agremiação

A Imperatriz Leopoldinense comprou briga com os representantes do agronegócio, mas não pretende mudar seu tema para o Carnaval do Rio de Janeiro. Neste ano, a escola de samba levará para a Marquês de Sapucaí o enredo "Xingu, O Clamor que Vem da Floresta".

VOCÊ VIU? Ivete Sangalo pode virar estátua gigante no Carnaval

A polêmica ganhou força porque a agremiação pretende falar sobre as ameaças sofridas por índios, destamento e a construção da hidrelétrica de Belo Monte. "Não é uma história inventada, é real", justificou o carnavalesco Cahê Rodrigues ao jornal "Folha de S.Paulo".

"Nossa intenção nunca foi agredir o agronegócio. Sabemos o quanto ele é importante e não estamos generalizando. Em toda área há os bons e os maus. Nossa crítica é a quem usa agrotóxicos indevidamente, destrói a natureza. É uma polêmica desnecessária", avaliou.

Como resposta ao desfile, a Sociedade Rural Brasileira pretende financiar uma campanha para mostrar a importância da agricultura e agropecuária no Brasil. Gustavo Junqueira, presidente da entidade, diz que a Imperatriz "ofende um setor muito forte da economia".

Notícias relacionadas

Últimas

Mais lidas

Galerias