• © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo

Sabrina sobre atraso para desfile: “Fiz o melhor que pude”

Depois de se atrasar para o desfile da Gaviões da Fiel, na madrugada deste sábado (25), e precisar entrar na Avenida com a fantasia incompleta, Sabrina Sato resolveu utilizar o Instagram para se pronunciar acerca do ocorrido.

VOCÊ VIU? Sabrina Sato se atrasa e desfila com fantasia incompleta

Claudia Leitte ‘vira’ Pamela Anderson em Salvador

Grávida, esposa denuncia Victor Chaves por agressão

Solange Almeida se despede do Aviões do Forró no Carnaval

Na rede social, a apresentadora falou a respeito da mulher nordestina – figura que representou no Anhembi – e aproveitou para comentar sobre seu desempenho.

“Entrar na Avenida defendendo as cores da minha escola sempre me encheu de orgulho. Representar a mulher nordestina que vem para São Paulo, cheia de sonhos e anseios, foi a realização de um sonho, um presente que minha amada Gaviões me concedeu. Poder homenagear essa mulher incansável, que acorda cedo, faz o café da família, arruma a prole para a escola, se veste, vai para o trabalho, rala o dia todo, volta para casa espremida na condução que teima em atrasar, chega em casa, faz a janta, lava a roupa, a louça, checa a lição da garotada… Ufa! Será que dá para dormir que amanhã tem tudo de novo?”, iniciou.

E continuou: “Mas essa mulher não desiste, tem a garra que o seco solo de sua terra natal fez crescer dentro de si. A mulher nordestina nunca se rendeu às dificuldades e imprevistos que a vida apresenta. E, para representar essa mulher forte, me dediquei como nunca: fiz minha melhor fantasia, minha mais caprichada maquiagem, gastei horas treinando na madrugada, me joguei de corpo e alma no sonho de poder representar a poderosa e arretada mulher brasileira”.

Por fim, a bela fez referência ao fato de ter entrado na Avenida sem o costeiro de sua fantasia. “E nada é capaz de vencer essa mulher. Nem a falta de asas [costeiro], nem os imprevistos que acontecem no caminho. Porque ela tem sonhos e muita coragem para realizá-los. Com a dignidade e amor ao que faz que tão bem representam nossa mulher, fiz o melhor que pude e junto com meus companheiros de escola, entramos na Avenida de cabeça erguida e peito aberto pra gritar: ‘Acreditei, venci nesse chão, e tenho orgulho de ser Gavião!'”.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE