© Instagram

Acusado de homofobia, Kevin Hart desiste de apresentar Oscar

Kevin Hart desistiu de ser apresentador do Oscar 2019 após ter tuítes antigos de teor preconceituoso trazidos à tona. O comediante usou o Twitter, na última quinta-feira (6), para explicar o motivo de ter batido o martelo em sua escolha.

VOCÊ VIU? Meghan Markle fez ex-assistente chorar antes de demissão, diz jornal

Clauda Raia relembra casamento com Alexandre Frota: “Insano”

Record exclui Luiz Bacci e Fabíola Reipert de programa especial

Em “Guardião”, Afrodite apanha de Nicolau e faz greve de sexo

“Tomei a decisão de renunciar a apresentação do Oscar de 2019, pois não quero ser uma distração em uma noite que deveria ser celebrada por tantos artistas talentosos e incríveis. Eu, sinceramente, peço perdão à comunidade LGBTQ pelos meus conteúdos insensíveis do passado”, escreveu.

E continuou: “Lamento ter machucado as pessoas. Estou evoluindo e quero continuar a fazer isso. Minha meta é unir as pessoas e não dividi-las. Muito amor e agradecimento à Academia. Espero que possamos nos encontrar novamente”.

O conteúdo polêmico de suas redes sociais foi escrito em meados de 2009 e 2011. Entre as postagens mais ofensivas, Kevin usa muito a palavra “bicha” para se referir ao público homossexual.

“Pessoal, tenho quase 40 anos. Se você não acredita que as pessoas mudam, crescem e evoluem quando ficam mais velhas, eu não sei o que te dizer. Se você quer colocar as pessoas em uma posição onde elas sempre têm que justificar ou explicar seu passado, faça isso, mas eu sou o cara errado”, declarou o famoso em um vídeo de defesa no Instagram.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE