Charlie Sheen nega ter exposto propositalmente mulher ao HIV

Ator afirmou na Justiça que suposta vítima sabia de seu diagnóstico

Por ,

Charlie Sheen
Fonte: Divulgação

Charlie Sheen já havia sido processado por outras duas mulheres pelo mesmo motivo

Envolvido em mais uma polêmica, desta vez, Charlie Sheen negou à Justiça norte-americana que tenha exposto propositalmente Jane Doe ao vírus do HIV. O ator afirmou que a mulher é prostituta e sabia de seu diagnóstico antes de manterem relações sexuais.

VOCÊ VIU?  Morre médium e apresentador Luiz Gasparetto, aos 68 anos

Isis Valverde é alvo de crítica: "Só assim para ter peito"

Ex-BBB Ana Clara cobra R$ 35 mil por evento de duas horas

Evaristo Costa 'conhece' filho caçula do Príncipe William

Segundo o “Daily Mail”, a suposta vítima havia processado o famoso no ano passado por expô-la à doença, porém, foi contrariada. O artista alegou que, inclusive, a teria feito assinar um documento de confidencialidade antes do sexo.

O veterano disse ter pago pela companhia da moça, que “transa com outros milhares de homens”. Além de tudo, também acusou a garota de perseguição, uma vez que estaria cercando a casa onde vive e de seus familiares.

Esta, no entanto, não é primeira denúncia contra Sheen por omitir sua condição. Ele já havia sido processado por Brett Rossi e Bree Olson, suas ex-namoradas, pelo mesmo motivo.

Conhecido do seriado “Two And A Half Man”, o ator descobriu ser portador do HIV em 2011. Contudo, só revelou a doença publicamente em 2015.

Notícias relacionadas