Responsáveis por gafe são proibidos de trabalhar no Oscar

Responsáveis por uma gafe histórica na cerimônia do Oscar no último domingo (26), Brian Cullinan e Martha Ruiz foram banidos dos eventos de premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Presidente do órgão, Cheryl Boone Isaacs adiantou que eles não serão mais envolvidos nos próximos anos.

VOCÊ VIU? Após Carnaval, Anitta fará aulas de inglês e dança nos EUA

Solange Almeida faz último show com Aviões do Forró

Ivete Sangalo voltará à Sapucaí para Desfile das Campeãs

Pedro Scooby sofre acidente surfando em Portugal

A representante justificou lembrando que o empresário da PwH, responsável pela auditoria e contagem de votos da premiação há 83 anos, estava distraído na ocasião do erro – inclusive, Brian chegou a deletar um post no Twitter, feito durante a entrega do prêmio de Melhor Filme.

Após a cena, que virou assunto no mundo todo, Cheryl disse ainda que a parceria com a empresa está “sob revisão”, segundo a “Associated Press”.

Para quem não acompanhou, Brian e Martha foram os responsáveis pela troca de envelopes na cerimônia do Oscar, causando confusão entre as equipes de “La La Land” e “Moonlight”. O primeiro filme foi anunciado de maneira equivocada como vencedoro da estatueta de Melhor Filme.

Contudo, tratava-se de um cartão com o nome de Emma Stone, protagonista do musical, que levou o prêmio de Melhor Atriz. A produção já estava encerrando os agradecimentos quando o anúncio do vencedor correto foi feito.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE