Reviravolta! Testemunhas acusam esposa de Johnny Depp de inventar agressão

O polêmico divórcio de Amber Heard e Johnny Depp pode ter uma reviravolta em breve. Tudo porque testemunhas garantem que o astro de Hollywood não agrediu a esposa. Seguranças do casal asseguraram que a modelo mentiu ao afirmar que sofreu violência doméstica .

VOCÊ VIU? Após pedir divórcio de Johnny Depp, Amber Heard pode conseguir R$ 72 milhões

Participe da campanha #CaleoAssédio

De acordo com o “TMZ”, os funcionários da dupla relataram que ficaram à espreita ouvindo a briga dos dois, quando escutaram os primeiros gritos da loira e entraram na casa. No entanto, o ator estava a cerca de cinco metros de Amber enquanto ela gritava: “Pare de me machucar”.

Os seguranças destacaram que levaram apenas um segundo para entrar na residência ao ouvir o primeiro pedido de socorro da famosa. Segundo o relato dos guardas, a patroa estava no sofá da sala e o veterano na cozinha.

Os funcionários disseram ainda que a gata costumava ter acessos de raiva e sempre agredia Depp com objetos da casa.

Amber deu entrada no divórcio na última semana, após 15 meses de casamento. A beldade alegou violência doméstica ao pedir uma ordem de restrição contra o astro por ter esmagado um celular em seu rosto.

Em um comunicado divulgado por seus advogados, a modelo relatou que não prestou queixa contra o marido para preservá-lo de um escândalo e que, durante anos, sofreu abuso físico e psicológico. “Em casos de violência doméstica, não é incomum o agressor querer transformar a vítima em vilã”, dizia a nota.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS