Acusado de estuprar mulheres, Harvey Weinstein pode pegar prisão perpétua

Harvey Weinstein pode ser condenado à prisão perpétua caso as acusações de abuso sexual contra ele sejam comprovadas. Promotores de Nova York, nos Estados Unidos, garantiram, na última semana, que o ex-produtor de Hollywood estuprou e agrediu sexualmente dezenas de mulheres.

VOCÊ VIU? Simone desabafa sobre doença de Simaria: “Vi os ossos da coluna dela”

Não gostou! Bruna Marquezine manda recado a atleta que machucou Neymar

Socialite que chamou Titi de “ma.caca” leva surra em fila de show de Anitta

“Sonho virou pesadelo”, diz jovem ao abrir processo contra salão de Ludmilla

“Weinstein foi denunciado por algumas das ofensas sexuais mais sérias. Essa acusação é o resultado da coragem extraordinária exibida pelas sobreviventes”, disse o procurador Cyrus Vance, segundo a rede “CNN”.

Ainda a respeito do caso, acrescentou: “As acusações mais recentes são puníveis com uma pena mínima de 10 anos e máxima de prisão perpétua”. Angelina Jolie, Salma Hayek e Gwyneth Paltrow, vale lembrar, seriam algumas das vítimas do veterano.

Em comunicado, o famoso se declarou inocente. “Ele assegura que todas essas acusações são falsas e espera que a justiça lhe dê razão”, informou à imprensa norte-americana Ben Brafman, advogado do executivo.

Para quem não se lembra, a carreira e vida pessoal do veterano foram abaladas em outubro do ano passado, quando surgiu uma série de denúncias de má conduta sexual e abuso, partindo de dezenas de mulheres, o que desencadeou em um debate sobre o assédio no local de trabalho e o movimento global #MeToo.

Na época, Harvey foi preso, porém, liberado em seguida após para uma fiança de US$ 1 milhão – cerca de R$ 3,9 milhões.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE