Ex-BBB nega que tenha ‘sumido’ para não registrar a filha

Antônio Rafaski foi processado pela estudante de engenharia Luiza Araújo e será citado por não ter registrado a filha, agora com dois meses de vida, mesmo após ter se comprometido com o reconhecimento da paternidade.

VOCÊ VIU? Sonia Abrão ameaça a Record após demissão de Vida Vlatt

Comportamento de Perlla na “Fazenda” gera crise em seu casamento

Bruna Marquezine vira piada por erro ortográfico em tatuagem

Jatinho de Meghan Markle e Principe Harry é atingido por raio

A jovem afirma que solicitou um exame de DNA que comprovou ser dele a criança que ela gerou. “O DNA foi feito dia 14/9. Marcamos de ir registrar, mas ele desistiu em cima da hora e não apareceu”, contou ao jornal “O Dia”.

“Fiquei aguardando, liguei pra família dele. Eles foram lá, mas ele não. Ele disse que ia deixar uma procuração com a mãe dele, mas quando conversei com ela, ela nem sabia dessa procuração e achou que ele iria registrar”, acrescentou.

A mãe da criança ainda contou que ficou no cartório, com a mãe do ex-BBB, aguardando o rapaz: “Ela ligou para ele, que disse que retornaria a ligação e nunca mais ligou para ela até hoje”.

Os dois, como ressalta Luiza, não chegaram a namorar. Eles se conheceram por amigos em comum, durante viagem à cidade de Pedra Azul. “O namorado da minha amiga levou uns amigos e ela umas amigas. Foi assim que nos conhecemos e ficamos apenas essa única vez.”

“Estou bastante ansioso”

No Instagram, nesta segunda-feira (22), Antônio garantiu que não está ‘sumido’ e que vai registrar a filha assim que tiver tempo para voltar à sua cidade natal, Vila Velha, Espírito Santo.

“Se eu fui fazer o exame de DNA, foi justamente para não ter dúvidas quanto a paternidade. E como eu conseguiria ‘sumir’, uma vez que estou diariamente nas redes sociais e meu paradeiro está estampado para todos verem?”, postou.

E continuou: “O que aconteceu é que, desde que eu soube do resultado do exame, estou bastante ansioso para conhecer a minha filha e poder registrá-la, pois quem me conhece sabe que fui criado com um pai completamente ausente e não quero que isso aconteça com um filho meu”.

O irmão de Manoel Rafaski ainda disse que estava triste por “pessoas oportunistas tentarem tirar proveito midiático de uma criança inocente”. “Em breve quero mostrar a todos aqui essa benção que recebi e com muito orgulho apresentarei a minha filha, Cecília, para todos”, garantiu.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE