Justiça absolve Copperfield após homem se ferir em show

Após ter machucado um participante durante um de seus shows de mágica em 2013, David Copperfield se livrou de ter de pagar indenização a Gavin Cox. Na última terça-feira (29), o júri do caso considerou o ilusionista negligente, mas o absolveu da responsabilidade nos ferimentos do homem.

VOCÊ VIU?  Fani Pacheco revela que foi obrigada a emagrecer por doença

Gentili é criticado após pergunta machista em entrevista

Após denúncias, Giselle Itié volta a postar fotos nua; veja

Ney Latorraca decide deixar elenco de nova novela da Globo

De acordo com o veredito, a vítima tem 100% de culpa por suas lesões, o que, consequentemente, não obrigará o artista a indenizá-lo, segundo o tabloide “Page Six”.

Na ocasião, o homem alegou ter sofrido danos cerebrais após uma queda em um número de desaparecimento. Para que o truque fosse feito, produtores do local teriam pedido a Gavin que corresse por um beco empoeirado, o que o fez escorregar e cair.

Eu estava me divertindo muito até a hora em que fui ferido“, afirmou Cox.

O acidente aconteceu em um cassino de Las Vegas, nos Estados Unidos.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE