Justiça manda tirar do ar vídeos com xingamentos a Gretchen

Gretchen venceu uma antecipação de tutela no processo que movia contra Tulla Luana, no Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES). A eterna Rainha do Rebolado entrou com uma ação judicial por danos morais após ser xingada de “p*” e outros palavrões em vídeos veiculados no canal da youtuber.

VOCÊ VIU? Gretchen diz que possui senhas do marido: “Louca de ciúme”

A mãe de Thammy Miranda também processou o Google por não ter retirado do ar os vídeos em questão e nem proibido Tulla de publicar novas gravações.

Com isso, a juíza Glicia Ribeiro determinou a retirada dos vídeos da internet a partir da data de citação – no prazo de 72 horas, sob pena de multa diária de R$ 2 mil, até o limite de R$ 50 mil.

A magistrada ainda decidiu que Luana não pode mais citar o nome da veterana e nem incluir novos vídeos com conteúdo ofensivo à honra da cantora, também sob pena de multa diária de R$ 2 mil.

Apesar disso, tanto o Google quanto a youtuber têm 15 dias para apresentarem suas contestações.

Ao “Ego”, Gretchen fez um desabafo a respeito das ofensas que recebeu de Tulla.

“Essa mulher não se conformou em saber que, assim que inaugurei meu canal no YouTube, superei ela em número de seguidores. Desde então, ela passou a xingar a mim e minhas filhas. Todos os seguidores estavam revoltados e pediam que eu entrasse com um processo contra ela e finalmente entrei. Não pelos outros, mas por mim e minhas filhas”, afirmou.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE