Mulher acusa Michel Jackson de abuso sexual na infância

Sete anos após sua morte, Michael Jackson é alvo de mais uma denúncia de pedofilia. Uma mulher afirma ter sido molestada pelo cantor na infância. Jane Doe entrou com uma ação contra o Rei do Pop afirmando ter sido assediada pelo astro dos 12 aos 15 anos. A suposta vítima anexou ao processo uma coleção de bilhetes assinados pelo músico.

VOCÊ VIU? Michael Jackson lidera ranking de mortos rentáveis; confira

Segundo o jornal “Daily Mail”, o artista afirma nas cartas que está “louco” pela menina. “Eu te amo tanto que você está me fazendo me apaixonar ainda mais, tanto quanto eu converso com você. Estou louco por você. Com todo meu amor, Michael”, dizia um dos recados.

Em outro bilhete, o famoso implora por uma visita da adolescente: “Por favor, venha me ver. Seu pai e sua mãe são legais. Tchau. Eu te amo muito”.

Durante os três anos em que conviveu com o veterano, Jane afirma que sua família recebia uma espécie de mesada, que totalizou cerca de R$ 2,7 milhões, para manter o romance em segredo.

A mulher, atualmente com 40 anos, disse ter conhecido Jackson ao fazer uma visita à mansão do cantor, como turista, com a mãe, em 1986.

Durante o passeio, foi abordada pelo Rei do Pop e levada para conhecer a área de doces da casa, onde sofreu o primeiro assédio. Ao “TMZ”, Jane contou que o astro acariciou suas partes íntimas e lhe beijou.

Essa é a primeira denúncia de assédio feita por uma mulher contra o artista. “Ela parecia um menino, por isso não sabemos se ele pensou, no começo, que ela era ou não um menino”, explicou o advogado Vince Finaldi ao canal ABC.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE