Tati Quebra Barraco tatua o rosto do filho no braço

Funkeira exibiu desenho em seu Instagram

Por ,

Tati Quebra Barraco
Fonte: Instagram
Yuri faleceu no dia 11 de dezembro

Um mês após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco tatuou o rosto do rapaz em seu braço para homenageá-lo, nesta quarta-feira (11). A funkeira exibiu o desenho em seu Instagram.

VOCÊ VIU? Tati Quebra Barraco fará tatuagem em homenagem ao filho

"Um mês sem você, meu filho. Por onde eu for, você estará comigo! Te amo, Yuri", escreveu na rede social.

O rapaz morreu após ser baleado durante uma operação policial na Cidade de Deus, zona oeste da cidade, no dia 11 de dezembro.

A cantora, inclusive, revelou que vai entrar com um processo contra o Estado por causa do óbito do herdeiro.

Um mês após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco tatuou o rosto do rapaz em seu braço para homenageá-lo, no dia 11 de janeiro. A funkeira exibiu o desenho em seu Instagram.
Fonte: Instagram
Um mês após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco tatuou o rosto do rapaz em seu braço para homenageá-lo, no dia 11 de janeiro. A funkeira exibiu o desenho em seu Instagram. "Um mês sem você, meu filho. Por onde eu for, você estará comigo! Te amo, Yuri", escreveu em seu Instagram
Após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, Tati Quebra Barraco decidiu homenagear o herdeiro com uma tatuagem. A funkeira marcou a sessão em um estúdio no dia 11 de janeiro, no Rio de Janeiro. O desenho será uma foto 3x4 do rapaz junto com o nome dele, segundo o jornal “O Dia”
Fonte: Instagram
Após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, Tati Quebra Barraco decidiu homenagear o herdeiro com uma tatuagem. A funkeira marcou a sessão em um estúdio no dia 11 de janeiro, no Rio de Janeiro. O desenho será uma foto 3x4 do rapaz junto com o nome dele, segundo o jornal “O Dia”
Tati Quebra Barraco quer colocar um basta nas ofensas gratuitas que vem recebendo constantemente. Em 10 de janeiro, a funkeira pretende ir à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, para registrar queixa contra os ataques racistas e os discursos de ódio publicados em suas redes sociais após a morte de seu filho, Yuri Lourenço, em dezembro de 2016.
Fonte: Instagram
Tati Quebra Barraco quer colocar um basta nas ofensas gratuitas que vem recebendo constantemente. Em 10 de janeiro, a funkeira pretende ir à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, para registrar queixa contra os ataques racistas e os discursos de ódio publicados em suas redes sociais após a morte de seu filho, Yuri Lourenço, em dezembro de 2016. "Virou normal mãe preta enterrar seu filho. Isso está errado", declarou ao “Ego”
Tati Quebra Barraco tenta lidar com a dor de perder o filho enquanto faz planos de processar o Estado do Rio de Janeiro. A funkeira revelou que vai procurar na Justiça uma resposta pela morte de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, no dia 11 de dezembro.
Fonte: Instagram
Tati Quebra Barraco tenta lidar com a dor de perder o filho enquanto faz planos de processar o Estado do Rio de Janeiro. A funkeira revelou que vai procurar na Justiça uma resposta pela morte de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, no dia 11 de dezembro. "Meu filho levou quatro tiros na cara, e o peito dele estava queimado de pólvora, o que dá a entender que o tiro foi a queima roupa. Yuri não estava armado e não teve como reagir. E o mais impressionante é que eles [os policiais militares] disseram que houve troca de tiros", explicou ao "Ego"
Após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco fez uma postagem sobre a neta, Pérola, em seu Instagram, no dia 14 de dezembro.
Fonte: Instagram
Após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco fez uma postagem sobre a neta, Pérola, em seu Instagram, no dia 14 de dezembro. "O melhor e maior presente que o Yuri me deu. Princesa da vovó”, escreveu na rede social
Depois dos inúmeros ataques a Tati Quebra Barraco, por causa do assassinato de seu filho - supostamente envolvido com o crime -, muitos famosos resolveram manifestar seu apoio à cantora. Gloria Perez, por exemplo, pediu que os internautas refletissem sobre a situação:
Fonte: Divulgação/TV Globo
Depois dos inúmeros ataques a Tati Quebra Barraco, por causa do assassinato de seu filho - supostamente envolvido com o crime -, muitos famosos resolveram manifestar seu apoio à cantora. Gloria Perez, por exemplo, pediu que os internautas refletissem sobre a situação: "Gente, ok, o rapaz pegou o caminho errado, mas tenham compaixão da dor da mãe! Isso é crueldade! Receba meu abraço muito carinhoso, Tati", disse a autora em seu Twitter
O corpo de Yuri Lourenço da Silva, filho de Tati Quebra Barraco, foi velado na tarde do dia 12 de dezembro, no Cemitério do Pechincha, na zona oeste do Rio de Janeiro. Na cerimônia de despedida do rapaz, a irmã dele, Ana Carolina, circulava com um cartaz de protesto com as escritas:
Fonte: Instagram
O corpo de Yuri Lourenço da Silva, filho de Tati Quebra Barraco, foi velado na tarde do dia 12 de dezembro, no Cemitério do Pechincha, na zona oeste do Rio de Janeiro. Na cerimônia de despedida do rapaz, a irmã dele, Ana Carolina, circulava com um cartaz de protesto com as escritas: "O afastamento da Polícia é o único resultado. Não existe justiça se o assassino tá fardado". Em paralelo, a Delegacia de Homicídio iniciou investigação para apurar a morte do jovem, que tinha 19 anos e foi morto a tiros durante uma operação policial na Cidade de Deus
Tati Quebra Barraco voltou a desabafar a respeito da morte do filho, Yuri Lourenço, no Rio de Janeiro, durante uma operação policial na Cidade de Deus. A funkeira se mostrou indignada com a forma como o jovem, de 19 anos, perdeu a vida.
Fonte: Rafael Cusato/Brazil News
Tati Quebra Barraco voltou a desabafar a respeito da morte do filho, Yuri Lourenço, no Rio de Janeiro, durante uma operação policial na Cidade de Deus. A funkeira se mostrou indignada com a forma como o jovem, de 19 anos, perdeu a vida. "É impressionante como uma pistola fez milagre. Uma pistola bateu de frente com seis fuzis. Justiça já, eu quero justiça!", disparou. A cantora ressaltou ainda que o culpado pela morte de Yuri não lhe deu oportunidade de tentar se defender ou reagir aos disparos. "O meu filho estava queimado de pólvora nos peitos, o que tudo indica que foi a queima roupa. O tiro foi de perto, não teve como reagir. Pode ter certeza que não ficará impune!", avisou. Sem papas na língua, Tati ainda falou sobre a imagem tirada do corpo do garoto que foi divulgada na internet: "A foto do meu filho morto circulando cheio de sangue foi quem que tirou? A médica?", indagou. Jean, amigo de Yuri que também morreu na operação, foi lembrado pela famosa: "Não foi somente o Yuri que morreu, o Jean também morreu. Cadê a repercussão? Cadê a mídia no enterro dele? A comoção é seriamente seletiva?"
Desolada, Tati Quebra Barraco usou suas redes sociais, para falar sobre a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. A cantora disse que o sofrimento não irá lhe impedir de seguir com sua felicidade. “Deus vai consolar meu coração! Ouvi de um servo de Deus que meu filho me quer sorrindo, feliz. Preciso seguir. A vida para mim continua. Está doendo muito, mas serei forte para cuidar da beleza que ele me deixou, que foi minha netinha Pérola Victória”, escreveu. Mais cedo, a equipe da funkeira usou a conta dela no Facebook para divulgar um comunicado sobre a morte do rapaz. De acordo com o “Ego”, a Delegacia de Homicídio do Rio de Janeiro instaurou procedimento para apurar as mortes de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos de idade, e Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos, ocorrida durante operação militar
Fonte: Facebook
Desolada, Tati Quebra Barraco usou suas redes sociais, para falar sobre a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. A cantora disse que o sofrimento não irá lhe impedir de seguir com sua felicidade. “Deus vai consolar meu coração! Ouvi de um servo de Deus que meu filho me quer sorrindo, feliz. Preciso seguir. A vida para mim continua. Está doendo muito, mas serei forte para cuidar da beleza que ele me deixou, que foi minha netinha Pérola Victória”, escreveu. Mais cedo, a equipe da funkeira usou a conta dela no Facebook para divulgar um comunicado sobre a morte do rapaz. De acordo com o “Ego”, a Delegacia de Homicídio do Rio de Janeiro instaurou procedimento para apurar as mortes de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos de idade, e Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos, ocorrida durante operação militar
Tati Quebra Barraco cancelou o show que faria em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 11 de dezembro, após a morte de seu filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. A assessoria da funkeira informou que ela está retornando à cidade para resolver os procedimentos, como velório e enterro, segundo o “Ego”. Inclusive, o representante disse que o adolescente não morava mais na região, mas ia ao local para visitar amigos e familiares. Em seu Twitter, a cantora relembrou momentos do filho ainda criança, quando ele o acompanhava em seus shows
Fonte: Twitter
Tati Quebra Barraco cancelou o show que faria em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 11 de dezembro, após a morte de seu filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. A assessoria da funkeira informou que ela está retornando à cidade para resolver os procedimentos, como velório e enterro, segundo o “Ego”. Inclusive, o representante disse que o adolescente não morava mais na região, mas ia ao local para visitar amigos e familiares. Em seu Twitter, a cantora relembrou momentos do filho ainda criança, quando ele o acompanhava em seus shows
Tati Quebra Barraco desabafou após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. O rapaz já havia sido preso e condenado pela Justiça por furto qualificado, em novembro de 2015. “Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar? Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo para dar o melhor para vocês. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que eu não fui capaz de fazer por você. Me desculpe seu fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor.”. Yuri foi condenado a dois anos de reclusão pelo crime em setembro. A pena foi convertida em punição alternativa – limitação de fim de semana e prestação de serviços à comunidade -, segundo o jornal “Extra”
Fonte: Instagram
Tati Quebra Barraco desabafou após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. O rapaz já havia sido preso e condenado pela Justiça por furto qualificado, em novembro de 2015. “Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar? Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo para dar o melhor para vocês. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que eu não fui capaz de fazer por você. Me desculpe seu fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor.”. Yuri foi condenado a dois anos de reclusão pelo crime em setembro. A pena foi convertida em punição alternativa – limitação de fim de semana e prestação de serviços à comunidade -, segundo o jornal “Extra”
O filho da funkeira Tati Quebra Barraco, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, foi baleado na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, na madrugada do dia 11 de dezembro. O rapaz chegou a ser levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu. A família acusou os policiais militares da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de dispararem contra o adolescente e outro jovem, segundo o jornal “Extra” Os oficiais confirmaram que houve tiroteio, mas alegou que houve confronto com traficantes de drogas. Segundo eles, dois criminosos foram baleados e foram apreendidos drogas e armas. Em seu Twitter, a cantora desabafou a respeito do assunto. “A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A PM matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar.”. Um familiar do jovem, que preferiu manter o anonimato, disse que os policiais
Fonte: Divulgação
O filho da funkeira Tati Quebra Barraco, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, foi baleado na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, na madrugada do dia 11 de dezembro. O rapaz chegou a ser levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu. A família acusou os policiais militares da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de dispararem contra o adolescente e outro jovem, segundo o jornal “Extra” Os oficiais confirmaram que houve tiroteio, mas alegou que houve confronto com traficantes de drogas. Segundo eles, dois criminosos foram baleados e foram apreendidos drogas e armas. Em seu Twitter, a cantora desabafou a respeito do assunto. “A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A PM matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar.”. Um familiar do jovem, que preferiu manter o anonimato, disse que os policiais "atiraram para matar. Quando você é preto e pobre, a polícia te mata. Os policiais ainda tiraram fotos dele baleado e espalharam pelo Facebook. Eles não têm direito de tirar a vida de ninguém”, lamentou
Um mês após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco tatuou o rosto do rapaz em seu braço para homenageá-lo, no dia 11 de janeiro. A funkeira exibiu o desenho em seu Instagram.
Após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, Tati Quebra Barraco decidiu homenagear o herdeiro com uma tatuagem. A funkeira marcou a sessão em um estúdio no dia 11 de janeiro, no Rio de Janeiro. O desenho será uma foto 3x4 do rapaz junto com o nome dele, segundo o jornal “O Dia”
Tati Quebra Barraco quer colocar um basta nas ofensas gratuitas que vem recebendo constantemente. Em 10 de janeiro, a funkeira pretende ir à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, para registrar queixa contra os ataques racistas e os discursos de ódio publicados em suas redes sociais após a morte de seu filho, Yuri Lourenço, em dezembro de 2016.
Tati Quebra Barraco tenta lidar com a dor de perder o filho enquanto faz planos de processar o Estado do Rio de Janeiro. A funkeira revelou que vai procurar na Justiça uma resposta pela morte de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, no dia 11 de dezembro.
Após a morte do filho, Yuri, Tati Quebra Barraco fez uma postagem sobre a neta, Pérola, em seu Instagram, no dia 14 de dezembro.
Depois dos inúmeros ataques a Tati Quebra Barraco, por causa do assassinato de seu filho - supostamente envolvido com o crime -, muitos famosos resolveram manifestar seu apoio à cantora. Gloria Perez, por exemplo, pediu que os internautas refletissem sobre a situação:
O corpo de Yuri Lourenço da Silva, filho de Tati Quebra Barraco, foi velado na tarde do dia 12 de dezembro, no Cemitério do Pechincha, na zona oeste do Rio de Janeiro. Na cerimônia de despedida do rapaz, a irmã dele, Ana Carolina, circulava com um cartaz de protesto com as escritas:
Tati Quebra Barraco voltou a desabafar a respeito da morte do filho, Yuri Lourenço, no Rio de Janeiro, durante uma operação policial na Cidade de Deus. A funkeira se mostrou indignada com a forma como o jovem, de 19 anos, perdeu a vida.
Desolada, Tati Quebra Barraco usou suas redes sociais, para falar sobre a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. A cantora disse que o sofrimento não irá lhe impedir de seguir com sua felicidade. “Deus vai consolar meu coração! Ouvi de um servo de Deus que meu filho me quer sorrindo, feliz. Preciso seguir. A vida para mim continua. Está doendo muito, mas serei forte para cuidar da beleza que ele me deixou, que foi minha netinha Pérola Victória”, escreveu. Mais cedo, a equipe da funkeira usou a conta dela no Facebook para divulgar um comunicado sobre a morte do rapaz. De acordo com o “Ego”, a Delegacia de Homicídio do Rio de Janeiro instaurou procedimento para apurar as mortes de Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos de idade, e Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos, ocorrida durante operação militar
Tati Quebra Barraco cancelou o show que faria em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 11 de dezembro, após a morte de seu filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. A assessoria da funkeira informou que ela está retornando à cidade para resolver os procedimentos, como velório e enterro, segundo o “Ego”. Inclusive, o representante disse que o adolescente não morava mais na região, mas ia ao local para visitar amigos e familiares. Em seu Twitter, a cantora relembrou momentos do filho ainda criança, quando ele o acompanhava em seus shows
Tati Quebra Barraco desabafou após a morte do filho, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. O rapaz já havia sido preso e condenado pela Justiça por furto qualificado, em novembro de 2015. “Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar? Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo para dar o melhor para vocês. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que eu não fui capaz de fazer por você. Me desculpe seu fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor.”. Yuri foi condenado a dois anos de reclusão pelo crime em setembro. A pena foi convertida em punição alternativa – limitação de fim de semana e prestação de serviços à comunidade -, segundo o jornal “Extra”
O filho da funkeira Tati Quebra Barraco, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, foi baleado na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, na madrugada do dia 11 de dezembro. O rapaz chegou a ser levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu. A família acusou os policiais militares da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de dispararem contra o adolescente e outro jovem, segundo o jornal “Extra” Os oficiais confirmaram que houve tiroteio, mas alegou que houve confronto com traficantes de drogas. Segundo eles, dois criminosos foram baleados e foram apreendidos drogas e armas. Em seu Twitter, a cantora desabafou a respeito do assunto. “A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A PM matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar.”. Um familiar do jovem, que preferiu manter o anonimato, disse que os policiais

Notícias relacionadas

Últimas

Mais lidas

Galerias