Transexual ‘crucificada’ é intimada a depor por causa de performance na Parada Gay

Famosa por sua manifestação na Parada Gay de 2015, a transexual Viviany Beleboni foi intimada, nesta terça-feira (14), a depor por causa de sua performance no evento. A Associação das Igrejas Evangélicas solicitou ao Ministério Público que apurasse se houve conduta criminosa no fato de a modelo desfilar crucificada – reproduzindo a imagem de Jesus Cristo na cruz – em um trio elétrico.

VOCÊ VIU? Ex-RBD Alfonso Herrera beija Miguel Ángel Silvestre na Parada Gay de São Paulo

A advogada da morena, Cristiane Leandro de Novaes, afirmou que a moça não teve intenção de debochar da fé alheia. “Vamos informar que o que ela fez foi uma manifestação. Não houve nenhum escárnio e nenhum repúdio a qualquer ato religioso e, sim, uma manifestação sobre a perseguição a gays, lésbicas e transexuais”, assegurou ao “Ego”.

Em seu Facebook, a gata também fez um desabafo: “Vou repetir de novo. Se acham que vão me calar, estão perdendo o tempo de vocês. Lutarei até o fim por democracia, que não existe nesse país graças a vocês, seus hipócritas. Brasil, o país da teocracia! É para glorificar de pé! Ao contrário de alguns covardes que distorceram e incitam ódio a LGBT o ano todo”.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE