Apresentador detona Roger Waters após críticas a Bolsonaro

Richard Rasmussen ficou revoltado ao saber que Roger Waters se manifestou contra Jair Bolsonaro. Pelo Instagram, na última quarta-feira (10), o apresentador fez duras críticas ao roqueiro, que durante um de seus shows chegou a chamar o político de “neofascista”.

VOCÊ VIU? Marcelo Adnet sofre ameaça de morte após imitar presidenciáveis

Liminha chora e revela dificuldade na fala após princípio de AVC

Bruna Marquezine vira piada por erro ortográfico em tatuagem

Confira quem são os famosos que não conseguiram se eleger

“Aqui você não vem fazer política, não, estrangeiro! O Brasil é nosso!”, disparou o veterano.

E continuou: “Total decepção. Eu escuto Roger Waters e Pink Floyd antes mesmo do que a maioria das pessoas que podem votar, com 16, 18 anos. Eu tenho 48 e escuto desde essa idade. Comprei um ticket para o show. Vou rasgar”.

O gringo, que é famoso por seus protestos musicais com a banda Pink Floyd, também não agradou parte de seus fãs que são a favor do candidato do PSL. Porém, ele não se incomodou e fez questão de colocar novamente no telão da apresentação, em São Paulo, a tag “Ele Não”.

Apesar de se mostrar contra a posicionamento do ex-ídolo, Rasmussen preferiu não revelar seu voto. “A questão não é se eu sou pró-Bolsonaro ou pró-Haddad. Não importa. Eu tenho minha opinião, obviamente política nesse momento, para mim é a escolha entre dois caras em que eu não gostaria de votar, mas é o que nós temos. Vou escolher democraticamente quem eu quiser. Fod@-se, eu que escolho o meu presidente”, concluiu.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE