• © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Montagem - Instagram e Divulgação
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram

Ludmilla se envolve em polêmica e acaba em delegacia

Atração na festa de Réveillon de Jurerê Internacional, Ludmilla se envolveu em uma polêmica na manhã deste sábado (31), no aeroporto de Florianópolis. A cantora voltou a ser vítima de ataques racistas e acabou em uma delegacia.

VOCÊ VIU? Vídeo: Após mentir para fã e negar foto, Ludmilla se explica

Segundo o “Ego”, a artista posava com fãs quando uma mulher a xingou de “nega safada”. A famosa teria pedido explicações, mas sua equipe decidiu intervir. Em seguida, a mesma pessoa ainda disparou: “Você vai cair, neguinha!”.

Após denúncia à Polícia Civil, a suspeita foi encaminhada à delegacia mantida dentro do aeroporto. Ludmilla já estava na van de sua produção, mas voltou ao local para prestar depoimento.

O posto policial não comentou o caso por não ter autorização. A funkeira também preferiu não dar destaque ao caso. “Ela prefere não comentar nada sobre o episódio”, informou sua assessoria de imprensa.

Vale lembrar que em maio deste ano, a cantora sofreu ataques racistas por meio da internet. O suspeito foi localizado e confessou o crime. “Eu fiquei com a sensação de que tinha que fazer alguma coisa, que não podia deixar aquele cara impune”, disse Lud ao “Fantástico”, na ocasião.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE