Morre criador do jingle “Silvio Santos vem aí”

Archimedes Messina, conhecido como o criador da música que consagrou Silvio Santos em seu programa, morreu na última segunda-feira (31) aos 85 anos de idade, em São Paulo.

VOCÊ VIU? Cunhada diz que Thais Fersoza fez Teló romper com irmão

Na reta final da gravidez, Eliana recebe alta hospitalar

Lady Gaga é intimada a depor em caso de abuso contra Kesha

Vestida de homem, Ivana será hostilizada na rua em “A Força”

O compositor sofreu uma ruptura de um vaso do fígado, chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Alexande Guerra, amigo do publicitário, lamentou o ocorrido. “Foi totalmente inesperado. Ele tinha uma boa saúde”, disse ao “Uol”.

O velório de Messina está marcado para esta terça-feira (1º) e o sepultamento acontecerá na próxima quarta-feira (2), no bairro da Vila Mariana.

Archimedes foi o responsável por criar o jingle “Silvio Santos vem aí”, sucesso até hoje na abertura do “Programa Silvio Santos”. O compositor chegou a enfrentar uma batalha judicial por direitos autorais devido à música.

Em 2001, Messina venceu o processo por danos morais e, após um acordo, o dono do SBT voltou a usar a canção.

“Foi uma briga longa, que ele [Messina] chegou a me contar. Era um cara muito gentil, delicado, que brigou pelos direitos dele. Ele tentou conversar com o Silvio, mas o Silvio achava que não devia nada. Depois, eles fizeram um acordo. É uma música emblemática”, completou Alexandre.

Além deste, Archimedes criou mais de 400 jingles para comerciais de rádio e TV, dentre eles o famoso da Varig e da marca Café Seleto.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE