• © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo

“Deus”: Rodolfo sentencia Afonso à pedreira de Angór

Após ser capturado pelos guardas de Montemor na armadilha que foi plantada para ele, Afonso (Romulo Estrela) é levado para a sala do trono no castelo. Cara a cara com Rodolfo (Johnny Massaro), o ex-príncipe não baixa a guarda e enfrenta o irmão.

“Você teve todas as oportunidades para fazer um grande reinado, Rodolfo. Mas preferiu fazer uma guerra. Depois da guerra, teve todas as oportunidades de resolver a questão da água, mas decidiu que havia outras prioridades… Como o seu próprio bem estar.”

Farto de ser afrontado pelo irmão, Rodolfo acusa o irmão de ter se arrependido de abdicar do trono.

Afonso diz que sua vida ao lado de Amália (Marina Ruy Barbosa) como plebeu foram os dias mais felizes de sua vida e pede pela vida dela e Levi (Tobias Carrieres).

“A sua briga é comigo. Eu aceito o destino que você quiser me dar. Apenas peço, aqui diante de todos, que Amália seja anistiada. Eu assumo, sozinho, toda responsabilidade pelo que fiz. Trata-se apenas de uma mulher cuidando de seu filho. E não creio que você realmente se sinta ameaçado por uma única mulher. E ainda mais se tratando de uma… plebeia.”

O rei concede o pedido, para o desgosto de Catarina (Bruna Marquezine).

E anuncia a pena do irmão:

“Terá o mesmo destino que os seus amigos traidores: Cássio e Tiago. Será enviado para a pedreira de Angór.”




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE