Ary Fontoura conquista público e autor prolonga participação em “Orgulho e Paixão”

Intérprete do Barão Afrânio Cavalcante em “Orgulho e Paixão”, novela das 19h da Globo, Ary Fontoura tinha ‘vida curta’ na trama. Contudo, seu trabalho conquistou o público e agora o personagem terá permanência mais longa na trama de Marcos Bernstein.

VOCÊ VIU? Gracyanne Barbosa vira piada após deixar parte íntima marcada em foto

SBT exibe quadro com Preta Gil, mas corta comentário polêmico de Silvio Santos

Com lingerie sensual, Luana Piovani mostra momento íntimo com Pedro Scooby

Simone desabafa sobre doença de Simaria: “Vi os ossos da coluna dela”

“Ele deveria morrer no capítulo 40 para ceder espaço para a trama acontecer de outra forma. Mas a direção e os autores concordaram com o rumo que imprimi ao personagem, me deram certa liberdade para construí-lo de forma quase teatral”, explicou ao “Uol”.

E acrescentou sobre a alegria de continuar no folhetim: “Estou um pinto no lixo”.

Para o veterano, o rude senhor das telinhas tem “virtudes, bondades e maldades do ser humano”. “As pessoas me abordam nas ruas, dizem que é novela que não se fazia há algum tempo, que é suave, de bom gosto. Também acho que é bem cuidada. Fico feliz de estar nesse trabalho”, avaliou.

O artista ainda comentou sobre estar na ativa aos 85 anos, sem medo de desafios. “Ocupar-se é muito importante. Ainda tenho uma memória boa, decoro legal, gosto de representar. Tenho boa saúde, me cuido e acho que é a genética também. Minha mãe faleceu com 100 anos e tenho uma irmã com 93, e um irmão com 90.”




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE