• © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo

Em “Paraíso”, Clara revelará que Samuel é homossexual

Nos próximos capítulos de “O Outro Lado do Paraíso” – trama das 21h da TV Globo -, Clara (Bianca Bin) armará um plano e revelará a Adnéia (Ana Lúcia Torre) que seu filho, Samuel (Eriberto Leão), é homossexual.

VOCÊ VIU? Geraldo Luis engata namoro com bailarina do “Domingo Show”

Day McCarthy foi presa por prostituição, segundo polícia

“História de amor”, avalia Túlio sobre namoro com Fátima

Gravação de especial de Rodrigo Faro termina em agressão

Segundo o jornal “O Globo”, com ajuda de Renato (Rafael Cardoso), a professora começará a investigar a rotina do médico e desconfiará que o profissional leva uma vida dupla.

O marido de Lívia (Grazi Massafera) passará a vigiar seu colega de trabalho e ficará sabendo que ele tem saído com Cido (Rafael Zulu), motorista de Sophia (Marieta Severo).

A neta de Josafá, então, convidará Adnéia e Suzy (Ellen Rocche) para um jantar. Porém, de última hora, a enfermeira não comparecerá.

E ex-esposa de Gael (Sergio Guizé) não se intimidará e levará só a mãe de Samuel ao local do encontro.

A veterana perguntará: “Não vejo nenhum restaurante. Onde é?”.

Clara responderá: “Eu tenho que falar um minutinho com uma pessoa. Me faça companhia”.

Discretamente, a jovem dará propina ao recepcionista e pedirá para não ser anunciada. Cido ouvirá a campainha, pensará que se trata do jantar e abrirá a porta do flat.

Ao se deparar com o herdeiro usando calcinha, batom e cílios, Adnéia desmaiará.

Samuel tentará reanimar a matriarca: “Vou levá-la ao hospital!”.

Clara ainda provocará o psiquiatra: “Antes de qualquer coisa, Samuel, tire o batom, os cílios e essa calcinha. Ou é assim que vai aparecer no hospital? Que vergonha!”.

O médico rebaterá: “Não tenho mais nada a dizer. Estou morto de vergonha. Queria que o chão se abrisse. Queria sumir”.

Após se recuperar, Adnéia revelará que sempre desconfiou da orientação sexual do filho: “Você nunca foi como teus irmãos. Desde garotos eles levavam as namoradinhas para dentro de casa. Mas você nunca aparecia com namorada. Uma vez ouvi um comentário da vizinha, falou alguma coisa de você. Cortei a amizade com ela. Respondi: ‘meu filho é macho'”.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE