• © TV Globo
  • © Divulgação/TV Globo
  • © TV Globo
  • © Twitter
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação/TV Globo
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Divulgação/Fernando Torquatto
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Divulgação
  • © Rafael Cusato/Brazil News
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação

Aos prantos, Ari Peixoto explica emoção no “JH”

Durante o “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo, desta sexta-feira (2), Ari Peixoto voltou a se emocionar enquanto passava as informações sobre a da queda do avião da Chapecoense.

VOCÊ VIU? Repórter vai às lágrimas ao citar perda de amigo em tragédia

O repórter não conteve a emoção ao explicar o choro no “Jornal Hoje”, da última quinta-feira (1), e voltou a se comover com a tragédia.

Após a apresentadora do matinal tecer elogios à carreira do jornalista, Peixoto disse, chorando muito: “Exatamente por conta disso [da minha experiência] achei que conseguiria falar, mas aconteceu o que está acontecendo agora [a minha emoção]. Mas vai passar, a gente tem que cobrir, tem que passar a informação”.

Após fazer uma pausa e apontar o dedo para o seu cinegrafista, Junior Alves, que também estava aos prantos, Ari afirmou que toda a imprensa está unida para enfrentar tamanha perda.

“Quando a gente para a cobertura e vai se encontrar com colegas de outros veículos, a gente fala sobre isso, a gente se ampara um no outro, é claro. Acho que essa é a força que dá e se recebe de outros colegas. É uma cobertura que ninguém quer fazer, que ninguém gosta, mas a gente tem que cobrir, né?”, finalizou.

Entenda

Em conversa ao vivo com Evaristo Costa no telejornal vespertino, Ari Peixoto foi às lágrimas ao citar o nome do amigo Guilherme Marques, repórter da TV Globo, que morreu na queda do avião, na Colômbia, na última terça-feira (29).

O acidente deixou 71 mortos. Seis pessoas sobreviveram à tragédia, entre eles os jogadores Alan Ruschel, Follmann e Neto e o jornalista Rafael Henzel.

Guilherme Marques tinha 28 anos de idade. Além dele, outros 20 profissionais de imprensa, de vários veículos, como Globo, FOX Sports e RBS TV também morreram no acidente.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE