• © Record
  • © SBT
  • © Globo News
  • © Divulgação
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © RICTV
  • © TV Globo
  • © Twitter
  • © Divulgação/TV Globo
  • © SporTV
  • © BBC
  • © SBT
  • © SBT
  • © Band
  • © SBT
  • © Rede TV!
  • © RedeTV!
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © RedeTV!
  • © TV Globo
  • © 13 News
  • © Record
  • © Band
  • © TV Globo
  • © GloboNews
  • © Twitter
  • © Globo News
  • © TV Globo
  • © Fox Sport
  • © MSNBC
  • © KTLA
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © Programa "Vendredi Tous Es Permis"
  • © BBC
  • © GloboNews
  • © Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
  • © GloboNews
  • © Montagem Famosidades - Instagram
  • © GloboNews
  • © GloboNews
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Twitter
  • © TV Globo
  • © YouTube
  • © SBT
  • © TVN
  • © TV Network Ten
  • © Divulgação/TV Globo
  • © BandNews
  • © BandNews
  • © CNN
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © SBT
  • © TV TEM
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Panamericana Televisión
  • © Band
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © Band
  • © Rede TV!
  • © TV Mirante
  • © TV Globo
  • © Band
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © GloboNews
  • © Fox News

Bispo da Universal defende gays no “Fala Que Eu Te Escuto”

Um dos apresentadores do “Fala Que Eu Te Escuto”, programa religioso da Record, o bispo Márcio Carotti surpreendeu os telespectadores ao defender os homossexuais durante a edição exibida na madrugada desta sexta-feira (5).

VOCÊ VIU? Gregório Duvivier discute com Marco Feliciano: “Estúpido”

O programa discutiu o tema: “Se seu filho assumisse que era gay, o que você faria?”. Um motorista de São Paulo, então, entrou ao vivo para dar sua opinião e afirmou que seria capaz de matar o herdeiro caso ele se relacionasse com outro homem.

“Ele vai aprender a ser homem debaixo da porrada. Ou ele aprende a ser homem ou ele morre. Tenho certeza que porrada resolveria”, afirmou.

O bispo, por sua vez, deixou claro que não concordava com o discurso de ódio do telespectador. Em seguida, o pastor foi indagado por internautas, através das redes sociais, a respeito do que faria caso seu filho assumisse ser homossexual.

“A minha fé ensina a respeitar. A Bíblia não ensina a discriminar ninguém. Jesus ensinou a respeitar a todos. Jesus ajudava todo mundo. Jesus nunca levantou bandeira contra, Jesus veio nos salvar, nunca julgou ninguém. Jesus nunca levantou a bandeira da homofobia. Você que descrimina deveria abrir a sua mente”, aconselhou.

O loiro, que ainda não é pai, lembrou que agressão física não resolve nada e que um filho gay poderia contar com seu apoio. “Você bater em seu filho, colocar sua filha para fora de casa muda o quê? Sinceramente? A nossa fé ensina a respeitar as pessoas. Essa é minha opinião, e eu ajudaria o meu filho no possível e no impossível se ele assumisse a sua homossexualidade.”

Sem citar nomes, Carotti aproveitou para alfinetar religiosos que ganham espaço na mídia por atacar os homossexuais: “Alguns pastores são bobões. Bobões! E vocês sabem quem são. Ficam querendo aparecer, que nem siri na lata. Vocês sabem quem são”, cutucou.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE