“Fala Que Eu Te Escuto” ataca Globo por enquete polêmica

Duas semanas depois de uma polêmica enquete realizada no “Encontro com Fátima Bernardes”, a atração da TV Globo continua rendendo críticas. Na madrugada desta sexta-feira (25), foi a vez do “Fala Que Eu Te Escuto”, da Record, aproveitar a onda negativa para atacar a emissora concorrente.

VOCÊ VIU? Após enquete polêmica, PM sugere estupro de Fátima Bernardes

Durante a exibição do programa da Igreja Universal do Reino de Deus, a pergunta que permeou a discussão a respeito do assunto foi: “’Salvar um traficante em estado grave ou um policial levemente ferido?’: a Globo foi equivocada ou tendenciosa?”.

O detalhe é que os convidados eram justamente pessoas que já haviam se manifestado publicamente contra a enquete, como Major Olímpio e Jair Bolsonaro. Uma forma de direcionar e endossar, indiretamente, o posicionamento da emissora. “Eles sempre defenderam quem estava errado, apoiam quem não devem, como os gays, que fazem essa safadeza na TV”, disse Major Olímpio, em certo momento.

Mesmo assim, segundo o “Na Telinha”, a alfinetada não surtiu muito efeito nos números do Ibope. A atração marcou apenas uma média de 2 pontos de audiência na Grande São Paulo.

Entenda o caso

Para quem não sabe, a enquete na atração global questionava se, em uma situação de emergência, um médico deveria escolher por salvar um policial com ferimentos leves ou um traficante em estado grave.

Os convidados do programa, que lançavam o filme “Sob Pressão” – que aborda temas como ética médica –, escolheram priorizar o atendimento ao traficante, naquela situação.

O deputado Jair Bolsonaro se juntou ao grupo de críticos e, no último domingo (20), publicou nas redes sociais um vídeo atacando Fátima.

“Fátima Bernardes prefere conduzir o seu programa dando mais atenção a um traficante ferido do que a um policial ferido, um herói a serviço nosso na rua. Uma política completamente equivocada sobre direitos humanos, onde só a bandidagem encontra guarita junto a esses também marginais defensores dos direitos humanos. A mídia tem de valorizar os verdadeiros heróis”, detonou.

Bolsonaro assegurou ainda que enquetes deste tipo alimentam o desmerecimento e desrespeito aos policiais.

No momento da gravação, o político estava no velório dos policiais que morreram no fim de semana, no Rio de Janeiro, após a queda de um helicóptero. A causa da explosão da aeronave ainda será investigada.

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE