© TV Globo

Globo decide recorrer da decisão de indenizar pais de vítima de câncer

A TV Globo vai recorrer da decisão de indenizar Vanderlei Velozo Miranda e Roseli Cristina da Silva Miranda, pais de Guilherme, de oito anos, falecido em 2015. A emissora foi condenada pela Justiça após a exibição do menino em uma matéria do “Esquenta”, de Regina Casé, sem autorização dos responsáveis.

VOCÊ VIU? Afastada dos palcos, Simone lava carro: “Procurando o que fazer”

Globo deixa Dedé Santana de fora de especial dos “Trapalhões”

Deborah Secco diz quanto ganhou para cortar cabelo em “Sol”

Neymar estaria ‘investindo’ em atriz desafeto de Marquezine

“O objetivo do programa foi acolher e confortar o menor e sua família. Estamos surpresos com essa decisão, já que os pais estavam presentes na gravação, acompanhando o menor, e participaram voluntariamente do programa. A emissora vai recorrer da decisão”, disse a assessoria do canal ao “Uol”.

De acordo com Alexandre Damaceno, advogado da família, caso condenada novamente, a emissora terá que desembolsar um alto valor. “A indenização será calculada levando-se em consideração diversos fatores, sendo os principais: o tempo de exibição fixado em 12 minutos aproximadamente e os lucros obtidos pela emissora no período de exibição”, disse.

E continuou: “O valor somente será conhecido após perícia contábil determinada em sentença”.

Vale destacar que o montante exigido na Justiça é de R$ 3,949 milhões. Tanto a TV Globo quanto Regina Casé já sofreram a primeira condenação por danos materiais por uso indevido da imagem de Guilherme. “Como sempre defendido pela família, não houve autorização para a realização da entrevista, tampouco para exibição no programa e isso ficou devidamente comprovado no processo judicial”, finalizou o representante dos pais do menino.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE