© Divulgação/TV Globo

Maria Júlia Coutinho é escalada para cobrir cúpula do clima em Paris e gera revolta na Globo

A escalação de Maria Júlia Coutinho para cobrir a 21ª Conferência do Clima (COP 21) em Paris, na França, na próxima segunda-feira (30), tem causado confusão nos bastidores da Globo.

Veja também:

Exposição de Maju em outros programas da Globo causa ciumeira entre funcionários

Maria Júlia Coutinho causa ciúme na Globo e pode ganhar vaga no “Fantástico”

Polícia descobre que autores de ofensas a Maria Júlia Coutinho já cometeram mesmo crime contra outras celebridades

Isso porque alguns jornalistas, que gostariam de ir ao evento, alegam que a jornalista é uma especialista em previsão do tempo, não em meio ambiente, tema do qual tratará a cúpula entre os principais chefes de Estado.

A reprovação atinge diferentes níveis hierárquicos, de chefes a produtores da emissora carioca, que insistem na ideia de que a conferência deva ser representada por um jornalista com experiência em cobertura de política e assuntos internacionais.

Os fatores de Maju ter sido uma imposição de William Bonner, editor-chefe do “Jornal Nacional”, e o pouco tempo que a jornalista está no principal telejornal da casa – sete meses – também tem gerado revolta entre os profissionais.

Segundo o “Notícias da TV”, há quem tenha feito piada com o assunto dizendo que Maria Júlia vai a Paris para dizer como estará o tempo no dia seguinte em cidades como Washington e Moscou, não para cobrir as decisões da cúpula.

A Rede Globo, por sua vez, informou apenas que não é a primeira vez que uma apresentadora do ‘mapa do tempo’ vai a uma cúpula mundial de meio ambiente.

Vale lembrar que Flávia Freire já foi a uma destas profissionais.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE