Nany People sobre papel trans em novela: “Primeira vilã da minha vida”

Nany People deu os primeiros detalhes de sua personagem em “O Sétimo Guardião” – na fila para a faixa das 21h da TV Globo. O papel é o primeiro de sua carreira em uma novela e a famosa fez questão de destacar que não conseguiu o trabalho de maneira fácil.

VOCÊ VIU? Após denúncias, Giselle Itié volta a postar fotos nua; veja

Nanda Costa assume namoro com mulher: “Meu amor”

Morre médium e apresentador Luiz Gasparetto, aos 68 anos

Isis Valverde é alvo de crítica: “Só assim para ter peito”

“Este personagem, à priori, foi idealizado para ser da Renata Sorrah, e acabei sendo convocada. O pessoal acha: ‘A Nany estava em casa e o telefone tocou’. Não é bem assim. Eu fiz um teste, fui chamada para fazer um registro, mandaram uma cena, fui lá, gravei bonitinha, bem quietinha”, explicou em entrevista ao “Do Balacobaco 1.Zé”, da Rádio 89 FM.

E continuou: “Fui por minha conta e risco. E tem que ser uma atriz transex para dar chances a transexuais também. Estou muito feliz, porque é a primeira vilã da minha vida”.

A artista ainda detalhou como será sua participação no folhetim. “A personagem central, da Lilia Cabral, tem um segredo, uma identidade que ela guarda. Ela muda de nome, se chamava Marlene e passa a ser Valentina. Na cidade de Serro Azul há a fonte da vida com sete guardiões, e ela tenta capitalizar isso”, entregou.

E completou: Farei um amigo de infância dela, um químico que ela já agrediu no passado e o resgatou de Paris, só que ela não sabe que ele fez uma adequação de identidade de gênero”.

Vale lembrar que “O Sétimo Guardião” é escrita por Aguinaldo Silva e tem previsão de estreia para 2019.




Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE