Vice-presidente da Televisa é assassinado por traficantes

Bandidos têm causado terror no México nos últimos meses

Por ,

Televisa
Fonte: Divulgação

Traficantes têm intenção de chamar atenção e mostrar poder nos ataques à imprensa

Após duas cabeças terem sido deixadas na entrada principal da Televisa em Guadalajara, no fim de novembro, outro crime voltou a assombrar a emissora no México. A polícia revelou que, no último dia 19, um dos vice-diretores do grupo foi assassinado.

VOCÊ VIU? Geraldo Luis engata namoro com bailarina do "Domingo Show"

Day McCarthy foi presa por prostituição, segundo polícia

"História de amor", avalia Túlio sobre namoro com Fátima

Gravação de especial de Rodrigo Faro termina em agressão

Os ataques de traficantes à imprensa no país são frequentes e têm o objetivo de chamar atenção e mostrar o poder que eles possuem, segundo o “Na Telinha”.

O assassinato de Adolfo Lagos Espinoza aconteceu perto das Pirâmides de Teotihucán e ainda não teve detalhes divulgados. A Televisa lamentou a morte do seu executivo, que já foi responsável pela Izzy, TV a cabo do grupo.

Os traficantes da CJNG, considerados até pelos Estados Unidos como um dos grupos mais fortes, voltou a causar medo à população na última terça-feira (5), no estado de Jalisco. A polícia contabilizou oito assassinatos e cerca de 40 roubos de carros.

As autoridades da região têm procurado, com a ajuda do Governo Federal, uma solução de combater os bandidos.

Notícias relacionadas