Em “A Fazenda”, Bifão afirma: “Para mim, não existe racismo”


© RecordTV


Durante conversa com Andréa Nóbrega e Thayse Teixeira na Casa da Árvore, nesta quarta-feira (18), em “A Fazenda”, Bifão falou a respeito das militâncias nas redes sociais. Para a jovem, o preconceito em relação à cor da pele é inexistente e há muita vitimização atualmente.





VOCÊ VIU? Está ficando sério! Grazi Massafera conhece mãe de Caio Castro

Anitta tentou por 3 dias terminar com Scooby antes do fim oficial

Amiguinhos do príncipe George são investigados na Inglaterra

Fontenelle manda indireta e fãs dizem ser para Eduardo Costa

“As pessoas ficam se vitimizando por coisas pequenas. Para mim, não existe racismo, cor de pele”, garantiu.

E continuou: “E tem gente que tira proveito de certos tipos de situação. Então, limitamos a certos tipos de humor no que a gente fala”.

A moça também assegurou que não tem preconceito e que faz uso da palavra ‘preto’ para mostrar carinho por alguém.

“Tenho intimidade com o Phellipe [Haagensen] e a Sabrina [Paiva] – [seus colegas de confinamento] -, eu chamo eles de meus pretinhos. É uma forma carinhosa. Eu chamo minha mãe de preta, minha avó. Tem gente que acaba se ofendendo. A pessoa é preconceituosa e ela vê isso nos outro.”

Por fim, Bifão ainda avaliou: “Tudo é racismo, tudo é feminismo, não posso falar nada. Muita coisa tem que ser limitada”.