Filmes baseados em livros brasileiros

  • Sucesso de bilheteria nacional, “Tropa de Elite” (2007) foi dirigido por José Padilha, que também assina o roteiro ao lado de Braulio Mantovani e Rodrigo Pimentel.

    O longa-metragem, que conta a história do Capitão Roberto Nascimento, é uma obra de ficção baseada em elementos do livro “Elite da Tropa”, de André batista e Rodrigo Pimentel.

    Confira, a seguir, outros filmes que foram inspirados em obras literárias brasileiras!

  • O livro “Elite da Tropa” inspirou José Padilha no roteiro do sucesso “Tropa de Elite”, lançado em 2007

  • Débora Secco interpretou Raquel Pacheco em “Bruna Surfistinha” (2011)

  • Com o sucesso de seu blog, Raquel Pacheco lançou o livro “O Doce Veneno do Escorpião”, em 2005, obra que inspirou a a produção do longa-metragem estrelado por Deborah Secco

  • “O Vendedor de Sonhos” (2016) conta a história de Júlio César (Dan Stulbach), um psicólogo que tenta o suicídio e acaba impedido por um mendigo, o “Mestre” (César Troncoso). Os dois ficam próximos e começam a salvar outras pessoas

  • O filme é baseado na obra homônima de Augusto Cury. “O Vendedor de Sonhos” foi lançado em 2008 e é o primeiro de uma série. Já foi traduzido para outras línguas e vendeu milhões de cópias ao redor do mundo

  • “Nada a Perder: Contra Tudo. Por Todos” (2018) conta a história de Edir Macedo, empresário e líder evangélico que fundou a Igreja Universal do Reino de Deus e controla a Record TV

  • O filme é baseado em “Nada a Perder”, autobiografia de Edir Macedo. O religioso conta na obra seus dias, da infância aos dias mais atuais. Em 60 dias, estima-se que 350 mil cópias do livro tenham sido vendidas

  • “Kardec” (2018) conta a história de Hypolite Leon Denizard Rivail, que ganhou fama como Allan Kardec, o decodificador do espiritismo. Autor de cinco livros da Codificação da doutrina, o veterano foi interpretado por Leonardo Medeiros nas telonas

  • O filme “Kardec” é inspirado no livro “Kardec – A Biografia”, escrito por Marcel Souto Maior

  • “Chico Xavier” (2010) conta a vida do famoso médium brasileiro, interpretado nas telonas por Matheus Costa, Ângelo Antônio e Nelson Xavier (em idades diferentes) e seu trabalho filantrópico no país

  • O filme é baseado no livro “As Vidas de Chico Xavier”, escrito por Marcel Souto Maior

  • “O Auto da Compadecida” (2000) é uma comédia dirigida por Guel Arraes e estrelada por João Grilo (Matheus Nachtergaele) e Chicó (Selton Mello). A obra também foi adaptada para a TV e foi exibida pela Globo como minissérie

  • A produção para telinhas e telonas foi baseada na obra de Ariano Suassuna. O autor, inclusive, se envolveu na adaptação da peça para o cinema com elementos de “Auto da Compadecida”, “O Santo e a Porca” e “Torturas de Um Coração”

  • “O Cheiro do Ralo” (2007) é um filme ambientado em São Paulo e conta a história de Lourenço (Selton Mello), dono de uma loja que passa por crise financeira. O empresário, que negocia objetos usados, passa a explorar os clientes em momentos de ‘aperto’

  • O filme de Heitor Dhalia é baseado no livro homônimo de Lourenço Mutariell, que também ajudou no roteiro

  • “O Escaravelho do Diabo” (2016) é um filme de suspense e aventura, o primeiro de Carlo Milani – que já tinha experiência com TV -, e conta a história de Alberto, um menino de 12 anos que investiga a morte de seu irmão mais velho, Hugo

  • O longa-metragem é inspirado no livro homônimo de Lúcia Machado de Almeida, publicado em 1956 pela primeira vez. O título é um dos grandes sucessos da série “Vagalume”

  • “O Invasor” (2002) é um filme de Beto Brant que conta a história de três amigos que são sócios e acabam se desentendendo. Enquanto dois deles têm uma direção para os negócios, o sócio majoritário não quer aceitar. Para resolver o assunto, um assassino de aluguel é contratado

  • O filme é baseado na obra homônima de Marçal Aquino

  • “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” (2012) é um filme dirigido por Beto Brant, que conta a história de Cauby (Gustavo Machado), um fotógrafo que troca São Paulo pelo Pará e forma um triângulo amoroso com Lavínia (Camila Pitanga), a esposa do pastor Ernani (Zecarlos Machado)

  • “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” é baseado no livro homônimo de Marçal Aquino

  • Considerado um dos filmes mais importantes do Brasil nos últimos tempos, “Cidade de Deus” (2002) é um filme dirigido Fernando Meirelles e que foi indicado a quatro categorias do Oscar: Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição e Melhor Fotografia

  • “Cidade de Deus” é um romance escrito por Paulo Lins e conta as transformações no conjunto habitacional Cidade de Deus, dos anos 60 ao auge da violência e tráfico de drogas nos anos 90

  • “Meu Pé de Laranja Lima” (2013) foi dirigido por Marcos Bernstein e marcou a estreia de João Guilherme – intérprete do personagem Zezé – como ator em um longa-metragem. Trata-se do segundo filme com o título

  • As duas versões de “Meu Pé de Laranja Lima” são baseadas no livro homônimo de José Mauro de Vasconcelos, publicado em 1968

  • “Carandiru” (2003) é um drama premiado que aborda o cotidiano da extinta “Casa de Detenção”, em São Paulo. Dirigido por Hector Babenco, o filme entrou para a lista dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos, da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, em novembro de 2015

  • O longe-metragem é baseado no best-seller “Estação Carandiru”, de Drauzio Varella. O médico relatou na obra seu trabalho como voluntário no trabalho com presidiários, especialmente na prevenção da AIDS

  • “Bicho de Sete Cabeças” (2000) conta os dias de Neto (Rodrigo Santoro) em um hospital psiquiátrico, depois que o pai dele descobre um cigarro de maconha em seu casaco

  • O premiado filme é inspirado na autobiografia de Austregésilo Carrano Bueno, “Canto dos Malditos”

  • “Olga” (2004), de Jayme Monjardim, conta a história de Olga Benário (Camila Morgado), militante comunista que se apaixona por Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler) e acaba enviada para um campo de concentração na Alemanha após ser deportada do Brasil

  • O filme é inspirado na biografia de Olga Benário escrita por Fernando Morais

  • “Divã” (2009) é estrelado por Lília Cabral e tem direção de José Alvarenga Jr. O filme conta a história de Mercedes, uma mulher que não tem motivos para tristeza e decide fazer terapia para entender o motivo de não ver problemas em sua vida

  • O filme é inspirado no livro homônimo de Martha Medeiros

  • “O Quatrilho” (1995) foi dirigido por Fábio Barreto e chegou a concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 1996. O longa conta a história de dois casais que decidem morar juntos por sobrevivência, em 1910, e acabam com conflitos de sentimentos

  • O filme é inspirado no romance homônimo de José Clemente Pozenato, publicado em 1985

  • “Bonitinha, Mas Ordinária” é estrelado por João Miguel, Leandra Leal e Letícia Colin, e foi rodado entre 2007 e 2008. Contudo, chegou às telonas em 2013

  • O filme é inspirado na obra de Nelson Rodrigues, que há havia sido adaptada em 1981, com Lucélia Santos no papel de protagonista

  • “Bellini e a Esfinge” (2001) é um filme policial dirigido por Roberto Santucci, cheio de enigmas e mistério após o assassinato do médico Dr. Rafidjian

  • O filme, que é protagonizado por Fábio Assunção, é baseado na obra homônima de Tony Belloto