Whindersson defende Rafa Kalimann e revela torcida no “BBB”


© YouTube


Whindersson Nunes saiu em defesa da influenciadora digital Rafa Kalimann, participante do “BBB 20”, no Twitter. Depois de acompanhar as críticas que a moça tem recebido por compartilhar suas missões humanitárias na África, o youtuber explicou que já esteve no continente e sentiu a mesma necessidade de ajudar e compartilhar o trabalho nas redes sociais.





VOCÊ VIU? Leda Nagle vibra ao ver Zoe por ligação de vídeo

Recuperado da Covid-19, Mariano reencontra a mãe

Claudia Jimenez estará na próxima novela das sete da Globo

Marcio Garcia comemora as reprises de “Tamanho Família”

“Eu fui ao continente Africano pela primeira vez ano passado, e eu acho que posso explicar algo sobre o que aconteceu com a Rafa, por que também aconteceu comigo”, disse. Ele explicou que estava em Moçambique para uma apresentação e para gravar um especial para o seu canal, e foi até Maputo, onde ficou impactado com as condições de miséria da população.

Whindersson revelou que a culpa de ver tanta pobreza é muito grande e isso causa até mesmo um efeito contrário. “Você quer ser o salvador do mundo, minha equipe mesmo fez altas coisas sensacionalistas, eu odeio esse episódio no meu canal porque ficou parecendo programa de TV, eu fiquei mto triste quando assisti, mas na hora? Você só acha que está ajudando”.

“E aí a gente se filma, se posta, mas a depois a gente percebe, e deixa mais, a gente aprende, todo mundo aprende. Eu aprendi. E eu acho que a Rafa aprendeu, pq na casa ela não fica levantando bandeira, é mais a torcida aqui fora”, afirmou.



No fim das publicações, o humorista também revelou para quem vai a sua torcida para levar o prêmio de R$ 1,5 milhão do reality show, que termina na próxima segunda-feira (27). “Torço pra Thelma, mas estou vendo a galera falando sobre as idas da Rafa a missões na África, contestando que o Babu queria ganhar pra fazer uma festa de ano novo pra família, que eu entendo perfeitamente. Como eu fiz pra minha família com um só intuito: restaurar nossa dignidade”, concluiu.