Com Dani Bolina e muito luxo, Vila Maria faz desfile para sonhar alto


  • © Manuela Scarpa e Amauri Nehn/Brazil News
  • © Manuela Scarpa e Amauri Nehn/Brazil News
  • © Manuela Scarpa e Amauri Nehn/Brazil News
  • © Manuela Scarpa e Amauri Nehn/Brazil News
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades
  • © Barbara Alejandra/Famosidades


Após o insosso desfile de 2015, no qual terminou em décimo lugar, a Vila Maria investiu pesado. Trouxe o carnavalesco campeão do ano passado pela Vai-Vai Alexandre Louzada e formou uma comissão técnica. A escola mudou de cara e encantou pelo luxo ao falar sobre Ilhabela, localizada no litoral norte de São Paulo. Se não levantou o público, fez uma exibição correta para brigar, ao menos, para voltar ao Desfile das Campeãs.

Uma das marcas do luxo da Vila Maria veio à frente da bateria como Madrinha. A modelo Dani Bolina arrasou com sua fantasia representando a água. Ao seu lado, a não menos deslumbrante Bruna Fonseca, como Rainha.

O enredo foi bem amarrado. Começou falando sobre as inúmeras lendas da ilha, passando pelos tempos de escravidão, abordou o comércio, o descobrimento do local e, por fim, falou sobre a modernidade. Um tema batido, mas que foi explorado de forma rica e fugiu da mesmice.

PEGOU BEM
– A bateria do mestre Moleza usou e abusou de paradinhas criativas ao longo do desfile. Na volta, houve batidas reggae, de forró, cadenciadas, mexendo com o público. Todos os ritmistas vieram fantasiados de piratas.

– Fantasias impecáveis, luxuosas e cores vibrantes, com alas bem definidas. As alegorias, grandiosas, estavam muito bem acabadas e foram bem recebidas. Destaque para o terceiro carro, com 22 metros de comprimento e 18 de altura, e a quarta alegoria, “viva” e com destaques saltando de uma altura de 16 metros representando os elementos do mar.

– A harmonia da escola foi um dos pontos fortes, com os componentes cantando alto o samba-enredo feito por Dudu Nobre. O cantor, aliás, puxou o grito de guerra antes de a escola romper o Anhembi.

PEGOU MAL
– A comissão de frente, que trazia piratas, portugueses e uma feiticeira, teve uma exibição confusa. Não foi possivel ver, com clareza, a história contada e seu final. Uma pena, já que o público curtiu por conta das medalhas de chocolate atiradas para a arquibancada ao longo da apresentação.

– Se os componentes se empolgaram e cantaram alto durante os quase 65 minutos de desfile, o mesmo não se pode dizer da arquibancada. No geral, o torcedor recebeu de forma fria a Vila Maria, sem se contagiar com o samba e o luxo.



Close sidebar