Estrelas da folia! Confira as Rainhas das Rainhas de Carnaval


  • © Divulgação

    O posto de Rainha de Bateria é o mais cobiçado do Carnaval, não é mesmo? E diversas celebridades fizeram história ocupando o tão disputado cargo ao longo dos anos.

    Luma de Oliveira, por exemplo, ficou marcada na folia por ser presença garantida à frente dos ritmistas na Passarela do Samba por muitos Carnavais.

    A famosa, inclusive, é bastante lembrada por inovar e entrar na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, usando uma gargantilha com o nome do então marido, Eike Batista, em 1998.

    Além da bela, saiba, nas páginas a seguir, quem mais fez história como Rainha de Bateria!

  • © Divulgação

    Luma de Oliveira é um dos nomes mais importantes do Carnaval. A beldade foi Rainha de Bateria pela primeira vez em 1987, pela Caprichosos de Pilares, do Rio de Janeiro. Nos anos seguintes, brilhou pela Viradouro e pela Tradição, onde usou o polêmico colar com o nome de seu então marido, Eike Batista. Seu último desfile no posto de Rainha foi pela Portela, em 2009

  • © Instagram

    Luma de Oliveira é um dos nomes mais importantes do Carnaval. A beldade foi Rainha de Bateria pela primeira vez em 1987, pela Caprichosos de Pilares, do Rio de Janeiro. Nos anos seguintes, brilhou pela Viradouro e pela Tradição, onde usou o polêmico colar com o nome de seu então marido, Eike Batista. Seu último desfile no posto de Rainha foi pela Portela, em 2009

  • © AgNews

    Sabrina Sato é um dos principais nomes do Carnaval e um dos maiores destaques da folia no posto de Rainha de Bateria

  • © AgNews

    Sabrina Sato é Rainha de Bateria da Unidos de Vila Isabel, do Rio de Janeiro, desde 2011

  • © AgNews

    Atualmente, ,Sabrina Sato também é Rainha de Bateria da Gaviões da Fiel, de São Paulo, onde figurou como Musa de 2004 a 2018

  • © Twitter

    Monique Evans pode se orgulhar do título de primeira Rainha de Bateria do Carnaval. A modelo abrilhantou o desfilhe da Mocidade de Padre Miguel, em 1984, e passou a se destacar ano a ano na Avenida com suas fantasias ousadas

  • © Divulgação

    Monique Evans desfilou até grávida de Bárbara Evans, em 1991, pela São Clemente

  • © Divulgação

    Monique Evans já desfilou também pela União da Ilha e pela Grande Rio

  • © AgNews

    Viviane Araújo já reina em Escolas de Samba de São Paulo e Rio de Janeiro há vários anos. A atriz já foi Rainha de Bateria da Mocidade Alegre, de São Paulo, em 2002. Em 2004, assumiu o posto na Mancha Verde, onde segue até hoje. No RJ, em 2007, representou a Unidos de Vila Isabel e, no ano seguinte, o Salgueiro – sua atual agremiação carioca

  • © André Freitas/AgNews

    Viviane Araújo já reina em Escolas de Samba de São Paulo e Rio de Janeiro há vários anos. A atriz já foi Rainha de Bateria da Mocidade Alegre, de São Paulo, em 2002. Em 2004, assumiu o posto na Mancha Verde, onde segue até hoje. No RJ, em 2007, representou a Unidos de Vila Isabel e, no ano seguinte, o Salgueiro – sua atual agremiação carioca

  • © AgNews

    Viviane Araújo já reina em Escolas de Samba de São Paulo e Rio de Janeiro há vários anos. A atriz já foi Rainha de Bateria da Mocidade Alegre, de São Paulo, em 2002. Em 2004, assumiu o posto na Mancha Verde, onde segue até hoje. No RJ, em 2007, representou a Unidos de Vila Isabel e, no ano seguinte, o Salgueiro – sua atual agremiação carioca

  • © AgNews

    Cris Vianna foi Rainha de Bateria da Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, de 2013 a 2017, e marcou seu nome na Passarela do Samba com suas performances

  • © AgNews

    Cris Vianna foi Rainha de Bateria da Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, de 2013 a 2017, e marcou seu nome na Passarela do Samba com suas performances

  • © Divulgação

    Cris Vianna foi Rainha de Bateria da Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, de 2013 a 2017, e marcou seu nome na Passarela do Samba com suas performances

  • © Instagram

    Luiza Brunet é outro nome de grande destaque da folia. A beldade, que já foi Rainha de Bateria, desfilou por mais de 30 anos nos Carnavais

  • © Instagram

    Luiza Brunet ocupou o posto de Rainha de Bateria na Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, por 10 anos

  • © Instagram

    Em outros anos, Luiza Brunet ocupou cargos como Musa e Madrinha da Portela, entre 1984 e 1994. Atualmente, está aposentada do posto de Rainha de Bateria

  • © YouTube

    Núbia Óliiver começou a chamar atenção na Avenida em 1994 e desfilou até 2007 por inúmeras escolas de samba do Rio de Janeiro e de São Paulo

  • © Divulgação

    Conhecida pelas curvas e sensualidade, Núbia Oliiver já foi destaque como Rainha de Bateria da Império Serrano, do Rio de Janeiro, em 1996

  • © YouTube

    Núbia Oliiver é uma das celebridades que, definitivamente, marcou seu nome nas Avenidas de São Paulo e do Rio de Janeiro

  • © AgNews

    Nana Gouvêa é outro ícone do Carnaval. A bela já foi Rainha de Bateria da Império Serrano e da Caprichosos de Pilares, do Rio de Janeiro, no passado

  • © YouTube

    Sempre ousada, Nana Gouvêa já chamou muita atenção na Avenida por seus figurinos mínimos e muito samba no pé

  • © YouTube

    Atualmente, porém, Nana Gouvêa não está mais no Brasil e se aposentou da folia. Que pena!

  • © Divulgação

    Destaque das escolas de samba desde 2000, Ângela Bismarchi dedicou anos de sua vida ao Carnaval

  • © AgNews

    Ângela Bismarchi passou pela Tom Maior, Caprichosos de Pilares, Nenê da Vila Matilde, Mocidade Independente de Padre Miguel e Porto da Pedra

  • © Divulgação

    Ângela Bismarchi foi coroada Rainha de Bateria pela Império Serrano, do Rio de Janeiro, em 2015. Atualmente, a modelo se converteu ao cristianismo e não participa mais da folia

  • © YouTube

    Valéria Valenssa ficou imortalizada por sua performance como Globeleza, da TV Globo, por anos. Na Avenida, a gata sempre foi um show à parte durante a folia

  • © Arquivo Pessoal

    Apesar de nunca ter sido Rainha de Bateria, a beldade já foi Madrinha da Leandro de Itaquera e da Acadêmicos do Tucuruvi, em São Paulo, e, é claro, merece destaque na nossa galeria por sua história no Carnaval

  • © Divulgação/TV Globo

    Convertida ao cristianismo, Valéria Valenssa desistiu das Passarelas do Samba e não se envolve mais com a maior festa popular brasileira