Léo Santana é acusado de homofobia durante apresentação na Bahia; internautas pedem punição


  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews


Léo Santana causou polêmica no Circuito Dodô, em Salvador, na última sexta-feira (5). O motivo? Depois de ver uma briga entre o público, o músico reprovou a atitude e fez declarações consideradas homofóbicas.

Veja também

Ju Isen é expulsa de desfile da Unidos do Peruche após tirar fantasia na Avenida

“Tem cada tipo de homem… É tanta mulher bonita e os homens ficam nessa viadagem”, disparou.

No mesmo show, o cantor reclamou de ter sido chamado de gay em suas redes sociais. “Agora tudo é problema, a gente não pode dizer que ama seu próprio irmão que você já é gay. Eu postei uma foto com meu irmão dizendo ‘eu te amo’ e ficaram me chamando de viado. Isso é uma palhaçada.”

Incomodada, a página Guia Gay Salvador incentivou, por meio do Facebook, que as pessoas denunciassem as frases do músico. A superintendente de Políticas para as Mulheres de Salvador, Mônica Kalile, também disse que está avaliando o que pode ser feito.

“Pode ser uma simples retratação pública ou uma prestação de serviços ou uma cartilha. O que não pode é um artista como ele fazer esse tipo de declaração. Não acredito que ele seja homofóbico, mas acho que ele, como artista, deve ter cuidado com o que fala”, disse ao jornal “Correio 24 horas”.

Em seu Snapchat, Santana se defendeu das acusações. “Creio que eu, Leandro Santana, seja o único artista homem que tenho um carinho absurdo por todos os gays do mundo. Eu tenho para caramba fãs que são gays e, em hipótese alguma, que faltaria com o respeito a eles.”

O famoso também garantiu ser contra o preconceito. “Quem mais faz músicas falando de preconceito, discriminação sou eu. Homofobia é uma coisa muito séria, tenham cuidado com as coisas que vocês falam.”



Close sidebar