Musa é impedida de desfilar após fazer tatuagem de Bolsonaro


© Instagram


Erika Canela não fará mais parte do Carnaval da Unidos de Vila Maria. A Musa foi impedida de desfilar pela Escola de Samba após fazer uma tatuagem em homenagem a Jair Bolsonaro.

VOCÊ VIU? Débora Nascimento ganha apoio de famosas após suposta traição

Mateus Solano procura autoridades após ser vítima de golpe

Amiga de Marina Ruy Barbosa curte comentário sobre polêmica

Após polêmica, Letícia Spiller posa com Mari Ruy Barbosa e é elogiada

“Não vou poder mais desfilar. Tudo aconteceu depois que dei uma entrevista falando que mostraria a tatuagem do Bolsonaro na Avenida e recebi muitas críticas. Fui muito discriminada por isso, me xingaram”, disse.

A beldade confessou ter ficado bastante chateada com a situação: “Soube que a Liga das Escolas de Samba teria entrado em contato com a Vila Maria, falando que eu não poderia desfilar. Eles entraram em contato comigo e resolvemos que não vou mais desfilar. Não quero prejudicar a Vila Maria de forma alguma”.

Apesar da polêmica, a modelo se recusa a esconder o desenho. “Não quero apagar, fiz a tatuagem porque gostei e não faz sentido apagar. Espero que essa polêmica passe nos próximos anos e que possa voltar para a Vila Maria. Acho que no ano que vem as pessoas vão estar mais tolerantes e acostumadas com ele como presidente, aí eu volto”, completou.



Close sidebar