Polícia aponta crime de lesão corporal em acidente da Tuiuti


  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews


Maria Aparecida Mallet, delegada da 6ª DP, responsável por cuidar do caso do acidente no carro alegórico da Paraíso do Tuiuti, afirmou que os responsáveis pelo ocorrido deverão responder por lesão corporal culposa.





VOCÊ VIU? Susana Vieira está fora do desfile das campeãs da Grande Rio

Após acusação, Nicole Bahls pretende processar estilista

Acusado de agressão, Victor apaga fotos da esposa da web

José Mayer é acusado de assédio, diz colunista

Apesar de ainda não poder tomar nenhuma decisão permanente acerca do caso, a policial afirmou que o motorista do carro pode ser uma dessas pessoas responsabilizadas.

“O laudo é fundamental juntamente com as provas que compõem o inquérito. Não posso me antecipar, mas, a princípio, os responsáveis vão responder por crime de lesão corporal culposa. Ninguém queria que isso acontecesse, mas aconteceu”, disse ao “G1”.

A delegada contou também que o diretor da escola de samba não notou nenhum problema no carro antes de entrar na Avenida: “Ele garantiu que não havia problema quando saiu do barracão, mas temos que esperar o laudo da perícia, que pode ser entregue até o dia 13 de março”.



O acidente aconteceu na noite do último domingo (26), na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, e deixou 20 pessoas feridas.



Renato Thor, presidente da Tuiuti, acredita que o carro tenha perdido a direção por causa da chuva.