Sapucaí recebe o segundo dia de desfiles do Grupo Especial


  • São Clemente © AgNews

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”

  • Vila Isabel © Riotur

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”

  • Salgueiro © Riotur

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”

  • Unidos da Tijuca © Instagram

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”

  • Mocidade Independente de Padre Miguel © Riotur

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”

  • Beija-Flor © Fernando Grilli/Divulgação/Riotur

    Nesta segunda-feira (24), acontece o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A primeira escola de samba a entrar na avenida será a São Clemente, que vai apresentar um samba assinado por Marcelo Adnet e companhia, “O conto do vigário”. A Unidos de Vila Isabel se apresentará na sequência, com a história de Brasília, a capital do Brasil. Haverá elementos de mitologia, com a criação da cidade sendo transformada numa lenda indígena.

    VOCÊ VIU? Anitta se veste de sapo no Carnaval da Cidade, em SP

    Carvalheira em Olinda tem show de axé, funk e sertanejo

    No Baile do Copa, Renata Spallicci usa look de protesto

    Filho de Arlindo Cruz fala da emoção em ver o pai na avenida

    A vermelha e branca, Acadêmicos do Salgueiro, é a terceira escola a colocar os seus integrantes na Sapucaí, e vai cantar a vida e obra de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. Em quarto lugar no desfile, A Unidos da Tijuca tem de volta o carnavalesco Paulo Barros, que preparou um tema sobre arquitetura e urbanismo.

    Penúltima escola a desfilar na passarela do samba, a Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear a cantora Elza Soares, uma de suas torcedoras mais ilustres. Para encerrar o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do RJ, a Beija-Flor vai falar sobre os caminhos mágicos trilhados pelo mundo até chegar na Marquês de Sapucaí.

    Confira a ordem e os sambas-enredos da segunda noite de desfiles do Grupo Especial:

    Segunda, 24 de fevereiro

    1ª – São Clemente

    Enredo: “O Conto do Vigário”

    2ª – Unidos de Vila Isabel

    Enredo: “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”

    3ª – Acadêmicos do Salgueiro

    Enredo: “O rei negro do picadeiro”

    4ª – Unidos da Tijuca

    Enredo: “Onde moram os sonhos”

    5ª – Mocidade Independente de Padre Miguel

    Enredo: “Elza Deusa Soares”

    6ª – Beija-Flor

    Enredo: “Se essa rua fosse minha”





Close sidebar