Massagista detalha acusação de assédio contra dono da Marvel


© Divulgação


Acusado de ter assediado a massagista Maria Carballo durante uma sessão, Stan Lee – criador da Marvel – teve o caso detalhado pela própria profissional.

VOCÊ VIU? Família teme por segurança de Gleici no bairro em que vive

Zezé di Camargo é ‘zoado’ após noiva postar foto do bumbum

Marco Nanini pede para deixar elenco de “Deus Salve o Rei”

Gleici revela o que pretende fazer com prêmio do “BBB 18”

De acordo com o “New York Post”, a mulher foi contratada pelo cartunista no dia 21 de abril de 2017, no hotel Hyatt Regency de Chicado, Estados Unidos, e deixou o local assim que Lo veterano começou a se masturbar e gemer durante a massagem.

“Durante muito tempo eu fiquei com medo de revelar a forma como fui tratada pelo Sr. Lee. Ele é rico e famoso, eu não. Após ver outras mulheres lutando para serem tratadas com dignidade e respeito, decidi que também deveria. Ainda estou nervosa e com medo, mas não tanto como estava por outras pessoas estarem me ajudando”, contou a vítima.

A funcionária também revelou que um assistente do famoso pediu para que ela retornasse para a massagem, já que estaria arrependido pela sua atitude. Contudo, ao tentar mais uma vez, o criador do “Homem Aranha” chegou a encostar o pênis em Maria.

O autor, para quem não sabe, já havia sido acusado de comportamento semelhante por enfermeiras contratadas para cuidar de seu estado de saúde, já que tem 95 anos de idade.

Stan Lee e seus representantes, porém, negam todas as acusações.



Close sidebar