Morgan Freeman se pronuncia sobre acusações de assédio


© Divulgação


Nesta terça-feira (29), Morgan Freeman emitiu um comunicado a respeito das acusações de assédio feitas contra ele por 8 mulheres. O astro negou que tenha cometido qualquer tipo de crime sexual e afirmou temer ter sua carreira encerrada por causa disso.

VOCÊ VIU?  Fani Pacheco revela que foi obrigada a emagrecer por doença

Gentili é criticado após pergunta machista em entrevista

Após denúncias, Giselle Itié volta a postar fotos nua; veja

Ney Latorraca decide deixar elenco de nova novela da Globo

“Estou arrasado, pois os 80 anos da minha vida correm o risco de serem minados, num piscar de olhos, pelos relatos publicados na mídia”, lamentou através de seu assessor, Stan Rosenfield.





E continuou: “Todas as vítimas de agressão e assédio merecem ser ouvidas. E precisamos ouvi-las. Mas não é correto associar incidentes horríveis de agressão sexual com elogios mal colocados ou piadas. Admito que sou alguém que sente a necessidade de fazer com que as mulheres – e os homens – se sintam apreciadas e à vontade ao meu redor. Como parte disso, eu sempre tentava brincar e elogiar as mulheres, no que eu achava ser um jeito alegre e bem-humorado de fazê-lo”.

O veterano, contudo, entendeu que seu comportamento não foi bem encarado pelas vítimas. ”Claramente eu não estava sempre me expressando da maneira que pretendia. E é por isso que me desculpei na quinta-feira passada e continuarei a me desculpar com qualquer um que eu possa ter aborrecido, mesmo que não intencionalmente.”

E destacou: “Mas também quero ser claro: não criei ambientes de trabalho inseguros. Eu não agredi mulheres. Eu não ofereci emprego ou adiantamento em troca de sexo. Qualquer sugestão de que eu tenha feito isso é completamente falsa”.








Close sidebar