Acusado de machismo, padre Fábio de Melo pede desculpas na web


© Instagram


Fenômeno das redes sociais, padre Fábio de Melo se viu em meio a uma polêmica nesta segunda-feira (27). Um vídeo de um de seus sermões na igreja começou a circular na web e o religioso foi acusado de ser machista, já que em seu discurso afirma que o “agressor só se torna agressor porque a vítima o autoriza”.

VOCÊ VIU? Padre Fábio de Melo desmente notícia de seu suposto casamento

“Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor. É muito desconfortável ser promotor do que abominamos. Culpar a vítima é abominável. Se fui infeliz na linguagem, resta-me retratar”, explicou no Twitter.

O pároco também afirmou que sempre refletiu “sobre o risco de uma relação afetiva tem de evoluir para o sequestro da subjetividade” e que “cresceu entre as minorias”. “Nunca me distanciei dos sofrimentos que vi de perto. Por isto faço questão da retratação”, destacou.

Ainda na rede social, Melo respondeu alguns de seus seguidores. “O vídeo creio ser de 2006. Na época eu falava das mulheres que não denunciam dos agressores. Eu motivava a denúncia”, justificou a um internauta. “Continuo acreditando que o silêncio da vítima contribui com a manutenção da violência”, acrescentou a outro.



Close sidebar