Após pescar com Ana Maria, dono de barco é acusado de crime


  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © TV Globo


Depois de pescar com Ana Maria Braga, no último fim de semana, Thiago Adanti terá de prestar contas à Justiça. O motivo? O dono da embarcação utilizada no ato se aproximou de área proibida da plataforma de petróleo do Mexilhão, na Bacia de Santos, em São Paulo, e poderá pegar até 4 anos de prisão.





VOCÊ VIU? Kanye West terá capa de disco com foto do ‘assassino’ da mãe

Luan Santana será padrinho de casamento de Camila Queiroz

Fê Vasconcellos abandona papel para não se vincular à Record

Ex-BBB Gleici cobra cachê de R$ 20 mil por presenças VIP

“Quando recebemos o aviso da plataforma, nos afastamos. Tanto que conseguimos pescar bem longe dali. Tinha mais uns oito barcos também perto da plataforma, mas só o nosso foi denunciado pela Petrobras. Fui surpreendido hoje com três agentes da Marinha e mais policiais militares de escolta”, contou ao “Uol”.

A denúncia partiu da própria Petrobrás, que o acusa de expor vidas ao perigo e ameaçar o patrimônio. Caso seja condenado, além da cadeia, o marinheiro poderá também pagar uma multa. “Ela falou comigo hoje e disse que vai me ajudar”, disse o profissional a respeito da apresentadora.

E explicou: “Como a pesca é oceânica, não é predatória. Na nossa costa já não tem mais peixes. Levou peixes, levou atum, por isso tão longe, costa nem tem mais peixe”.



Ana, vale lembrar, passou mais de 20 horas na pescaria. Nas redes sociais, a veterana exibiu cliques de um dos animais que conseguiu capturar.