Apresentador britânico é acusado de racismo após piada com seleção do Senegal


© Divulgação


Nesta quarta-feira (18), Alan Sugar foi acusado de racismo nas redes sociais. Isso porque o apresentador da versão britânica de “O Aprendiz” comparou a seleção do Senegal com camelôs, o que não agradou o público.





VOCÊ VIU? Após denúncias, Giselle Itié volta a postar fotos nua; veja

Nanda Costa assume namoro com mulher: “Meu amor”

Morre médium e apresentador Luiz Gasparetto, aos 68 anos

Isis Valverde é alvo de crítica: “Só assim para ter peito”

“Eu reconheço esses caras da praia de Marbella. São uns garotos esforçados e multitarefas”, escreveu em seu Twitter.

Na publicação, o magnata também colocou uma montagem da equipe do país com itens que, geralmente, são vendidos por ambulantes.

Logo em seguida, internautas se mostraram ofendidos pelo tuíte em questão. “Confirmação do que já sabíamos: Privilegiado, ignorante, extremamente racista e que não deveria estar na TV”, disse um usuário da plataforma. “Alan acha que racismo é engraçado”, comentou outro. Já um terceiro ressaltou: “Sem comentários. Ainda temos um grande caminho a percorrer”.



Após deletar a ‘brincadeira’, o famoso se pronunciou a respeito da polêmica. “A intenção não foi ofender ninguém. Minha tentativa de humor, claramente, saiu pela culatra. Eu apaguei o tuíte e sinto muito”, afirmou.



Segundo o “Mirror Online”, o também político alegou que tudo foi apenas uma piada: “As pessoas sabem que eu luto contra o racismo há anos. Eu, sinceramente, não sabia que poderia ser interpretado de outra forma que não fosse de forma engraçada”.

Já o canal BBC, responsável pela transmissão de seu programa, prometeu compartilhar um comunicado a respeito do caso ainda hoje.