Apresentadora relembra caso de assédio cometido por Clodovil


© Divulgação


Rosana Hermann usou as redes sociais, no último domingo (27), para relembrar algumas histórias polêmicas de Clodovil Hernandes. A apresentadora resolveu se pronunciar após ver alguns internautas comparando o estilista com Jean Wyllys.





VOCÊ VIU? Luciana Gimenez é medicada durante passagem por Nova York

Irmão de Cauã Reymond faz homenagem emocionante à mãe

Após polêmica, Melody é proibida de usar maquiagem e decote

Ex-participante do “Top Chef” morre aos 29 anos

“Vi algo que acabou comigo. Clodovil, com seu bom gosto, mandou fazer uniformes especiais para a equipe técnica. Ele cismou com um câmera (não vou dizer o nome) e ficava cantando o cara no estúdio, na frente de todo mundo. O cara, quietão, na dele, respeitava, não falava nada”, escreveu no Twitter.

E continuou: “Mas o assédio foi aumentando. E o cara disse ‘não’ para o apresentador. Que fez o quê? Pediu a cabeça do câmera, que foi demitido. Casado, com três fihos. Perdeu o emprego porque disse ‘não’ para os assédios do apresentador”.

A famosa, que trabalhou com o veterano, também relembrou outros episódios. “Clodovil brigava e gritava com toda a produção, fazia gente chorar. Queria convidados como Maria Bethânia, que a produção não conseguia porque Bethânia não queria dar entrevista para ele. Mas ninguém dizia para não magoá-lo”, contou.



E não parou por aí: “Então ele chamava as produtoras de incompetentes, que não sabiam produzir, que deviam passar um mês mandando flores para ela diariamente”.



Vale lembrar que Clodovil foi comparado a Jean Wyllys depois que o deputado do Partido Socialismo e Liberdade abriu mão da vida política após receber ameaças de morte. Pelo fato de os dois serem homossexuais assumidos, internautas apontaram as semelhanças e diferenças na vida pública de ambos.