Arlindo Cruz volta a respirar e família doa aparelho de R$ 7 mil


© Instagram


Arlindo Cruz celebrou mais uma vitória em seu tratamento médico, nesta terça-feira (28). Vítima de um AVC há dois anos, o sambista conseguiu voltar a respirar sem ajuda de aparelhos.





VOCÊ VIU? Lucas Lucco revolta internautas ao comentar morte de Gabriel Diniz

Esposa de Renato Aragão reclama de aeroporto: “Parece rodoviária”

Whindersson pede para fãs não postarem fotos do corpo de Gabriel Diniz

Gabriel Diniz morre no dia do aniversário na namorada

“Já tirou a traqueostomia e está doido para conseguir voltar a falar logo, vamos continuar nas orações”, comemorou Arlindinho, o filho do famoso, nas redes sociais.

A cânula, que servia de apoio respiratório ao artista, será doada pela família a alguém que esteja em necessidade. “Ele custa em torno de R$ 7 mil”, ressaltou o rapaz, que realizará um sorteio.

O veterano chegou a passar mais de um ano internado após o incidente. Atualmente, ele se recupera em casa, onde tem mostrado cada vez mais evolução.



  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa

  • © Divulgação

    Arlindo Cruz é um premiado cantor de samba e pagode. Em março de 2017, o artista foi internado no Rio de Janeiro após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Mais de um ano depois, em julho de 2018, deixou o hospital para dar continuidade ao tratamento em casa