Babá altera provas e é condenada a indenizar Mileide Mihaile


© Instagram


A babá Clarisse Ferreira levou a pior no processo por danos morais que abriu contra Mileide Mihaile na Justiça e acabou perdendo a ‘briga’ em segunda instância. A profissional foi condenada a pagar R$ 11 mil à ex-patroa por ter alterado provas exibidas nos autos da ação.

De acordo com a colunista Fábia Oliveira, Clarisse acusou a ex de Wesley Safadão de maltratá-la e utilizar palavras de baixo calão para se dirigir a ela.

No entanto, o juiz do caso entendeu que houve litigância de má fé (quando uma das partes falta com a verdade), uma vez que constatou-se que as tais provas haviam sido alteradas. “Ocorre que a parte contrária constatou que se tratava de montagens, com textos cortados, onde aparecia apenas as palavras atribuídas a Mileide”, declarou o magistrado.

Além disso, a babá não conseguiu nenhuma testemunha para depor em seu favor no processo. Já outras três pessoas que se apresentaram para falar a respeito do caso, garantiram que Mileide mantinha uma relação de amizade com Clarisse. “Dispensando-se até a subordinação entre empregado e empregador”, concluiu o juiz.

A profissional também abriu outro processo para cobrar direitos trabalhistas da ex de Wesley Safadão.  Nesta ação, ela conseguiu parecer favorável e o magistrado lhe concedeu parte do que solicitava.



Close sidebar