Blake Lively e Ryan Reynolds doam R$ 1 mi para manifestantes


© Instagram


O casal Blake Lively e Ryan Reynolds resolveu se posicionar sobre as manifestações nos Estados Unidos por conta da morte de George Floyd. Através de suas redes sociais, os famosos anunciaram que contribuíram com US$ 200.000 (mais de R$ 1 milhão) para o Fundo de Defesa Legal da NAACP (National Association for the Advancement of Colored People). A organização auxilia manifestantes que foram presos e/ou agredidos durante os protestos.





VOCÊ VIU? Lombardi revela apreensão com Camila em “Verdades Secretas”

Em postagem, Giovanna Ewbank lamenta violência contra negros

Larissa Manoela fala da relação com namorado na quarentena

Iza desabafa contra o racismo: “Nós não queremos morrer”

“Nunca tivemos que nos preocupar em preparar nossos filhos para diferentes regras da lei ou o que poderia acontecer se nosso carro for parado. Não sabemos como é viver essa vida dia após dia. Mal podemos imaginar sentir esse tipo de medo e raiva. Temos vergonha de, no passado, termos nos deixado ficar desinformados sobre o quão profundamente racista é o sistema”, escreveram os famosos em suas redes sociais.

Blake Lively afirmou que ela e o parceiro, Ryan Reynolds, querem passar bons exemplos para os filhos. A celebridade acredita que as vítimas precisam ter suas histórias honradas ao longo das próximas gerações.

“Estamos comprometidos em criar nossos filhos para que nunca cresçam alimentando esse padrão insano e, portanto, farão o possível para nunca infligir dor a outro ser consciente ou inconscientemente. É o mínimo que podemos fazer para honrar não apenas George Floyd, Ahmaud Arbery, Breonna Taylor e Eric Garner, mas todos os homens e mulheres negros que foram mortos quando a câmera não estava ligada”, afirmou a atriz.