Bruna Surfistinha revela que se converteu à umbanda para conseguir compreender rejeição dos pais


© TV Globo


Eterna Bruna Surfistinha, Raquel Pacheco se converteu à umbanda há cerca de cinco anos para tentar entender sua situação mal-resolvida com os pais.





Veja Também:

Bruna Surfistinha vira médium após pensar em suicídio: “Estou mais tranquila”

“Para mim sempre foi uma batalha reconquistar meus pais, me reencontrar com eles. Em 2011 tive um sonho com minha mãe e senti que ela queria me dizer algo e não conseguia, chorava, guardava coisas em caixas, e acordei angustiada”, contou em entrevista ao “Pânico”, na Rádio Jovem Pan.

Foi por isso que a ex-garota de programa decidiu deixar o preconceito de lado e procurar um terreiro de umbanda para decifrar a ‘mensagem’. “Nunca mais saí! Quando entrei senti uma paz que nunca tinha sentido e senti que aquele era o meu lugar. Parecia que já fazia parte daquilo”, explicou.



Raquel disse ainda que descobriu que o pai havia morrido depois de seguir o conselho de uma entidade. “Ela afirmou que algo tinha acontecido com minha família e por isso tinha que procurá-la. Quando eu liguei para minha mãe, recebi a notícia de que meu pai tinha morrido um dia antes do meu sonho.”



Após o contato, a mãe da jovem ficou de procurá-la, mas nunca mais falou com a herdeira. A ex-Fazenda concluiu que a veterana não conseguiu lhe perdoar por ter fugido de casa e se transformado na prostituta de luxo mais famosa do País. “Respeito o tempo dela. Hoje sei que não é fácil ter uma filha Bruna Surfistinha e eu também rejeitei eles, né?”, avaliou.