Com prisão decretada por ir ao Miss Universo, candidata ganha asilo nos EUA


© Instagram


Ma Thuzar Wint Lwin, a Candy Thuzar, já pode respirar tranquila. Após ter a prisão decretada por viajar para participar do Miss Universo 2021, que aconteceu no último dia 16 de maio, nos Estados Unidos, a Miss Myanmar conseguiu asilo político na terra do tio Sam.

LEIA TAMBÉM: Polícia acredita que MC Kevin caiu ao confundir varanda; entenda

Ana Maria leva dublê para estúdio e engana equipe do “Mais Você”

Ex de Gabriela Pugliesi, Erasmo Viana engata novo romance

Influenciadora toma ‘café de ouro’ de R$ 250

Agora, segundo a “Us Weekly”, a beldade viverá em Indianápolis, em Indiana, para onde já se mudou e foi recebida com festa por imigrantes de seu país.

Correndo o risco de ir parar atrás das grades em seu retorno para casa, a modelo, durante o concurso de beleza, protestou contra a junta militar que assumiu o comando da nação e fez um desabafo: “Por favor, ajudem. Estamos desamparados”.

Com um cartaz que pedia: “orem por Myanmar”, Candy Thuzar ainda denunciou: “Nos matam como animais”.

Segundo agências internacionais, até agora há 780 mortos e mais de 4 mil presos no país.





Veja todas as beldades que participaram do Miss Universo AQUI.






Close sidebar