Corpo da filha de Whitney Houston tinha lesões no crânio e hematomas, diz revista


© Instagram


Um exame feito no corpo de Bobbi Kristina após sua morte revelou que a filha de Whitney Houston sofreu lesões agudas antes de falecer.





Veja Também:

Bobbi Kristina foi tratada por falsa enfermeira durante coma, diz site

Segundo a revista “People”, a jovem apresentou depressão no crânio, hematomas nos braços e coxas, e várias cicatrizes.

A primeira necropsia feita, contudo, apontou que não havia lesões significativas no corpo da americana.



Oficialmente, Bobbi teria morrido em decorrência de um afogamento após uso de drogas. Exames comprovaram que a menina havia feito uso de maconha, álcool, sedativos e remédios para tratar ansiedade antes de ser encontrada inconsciente em uma banheira.



Na época, o namorado da moça, Nick Gordon, chegou a ser considerado suspeito do homicídio. O filho adotivo de Whitney foi, inclusive, proibido pelo pai da menina de ir ao enterro da parceira.

A família de Bobbi acusa o rapaz de ter matado a jovem após uma briga e ter injetado uma mistura tóxica na garota para não ser descoberto pelo crime. O advogado de Gordon nega a acusação.

Bobbi morreu no dia 26 de julho, aos 22 anos, depois de passar mais de cinco meses internada. A americana foi a óbito depois que sua família decidiu suspender a medicação que a mantinha viva.