Cunhado de Ana Hickmann comenta processo: “Enfrentarei”


  • © Instagram
  • © Record
  • © YouTube
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Alan Morici/ Frame
  • © Montagem - Instagram e Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação/Estilo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Raphael Castello/AgNews
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Record
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Record
  • © Record
  • © Record
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Gustavo Henrique Bello Correa, cunhado de Ana Hickmann, quebrou o silêncio e usou seu perfil no Instagram para comentar a respeito da investigação de homicídio doloso, pela morte de Rodrigo de Pádua, em maio de 2016.

VOCÊ VIU? Filha de Flávia Alessandra é pedida em casamento no Marrocos

Filho de William Bonner posa barbudo e é comparado ao pai

Galã dos anos 2000, Erik Marmo retorna à TV em trama das 18h

Mara Maravilha rebate rumores de que seria “macumbeira”

O empresário alegou mais uma vez que agiu em legítima defesa.

“Fiz o que tinha que ser feito para salvar minha família e me manter vivo. Confio na justiça. Seja qual for a decisão, enfrentarei de cabeça erguida. Se a lei é absurda, precisamos trabalhar para mudá-la para que a vítima não vire réu, é por isso que vou me empenhar quando tudo isso acabar”, escreveu.

O irmão de Alexandre Correa também agradeceu o apoio que vem recebendo após a Justiça de Minas Gerais decidir pelo prosseguimento do processo.

“Meu muito obrigado a todos que estão me dando força e indignados: famosos, anônimos e pessoas que nunca vi na vida”, completou.

Em 21 de maio de 2016, Rodrigo Augusto de Pádua atentou contra Ana Hickmann em um hotel em Belo Horizonte e acabou sendo morto pelo cunhado da apresentadora.

Pela decisão, publicada no Diário do Judiciário da última segunda-feira (17), a juíza Âmalin Aziz Sant’ana determinou o prosseguimento do processo.

“Afasto, nesse momento, as alegações da Defesa, ratifico o recebimento da denúncia e dou prosseguimento ao feito”.

O cunhado da apresentadora do “Hoje em Dia”, da Record, foi enquadrado pelo Ministério Público no Artigo 121 do Código Penal, que prevê reclusão de 12 a 30 anos por homicídio qualificado.



Close sidebar