Demi Lovato se assume bissexual e lembra começo de overdose


  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Demi Lovato se abriu aos fão no documentário “Simply Complicated”, recém-lançado no YouTube, e comentou a respeito de sua orientação sexual. Bastante direta, a cantora revelou que não escolhe seus amores por gênero.





VOCÊ VIU? Fraude no “The Voice” e morte de artistas; veja os destaques

Namorado de Zilu Camargo tem prisão preventiva decretada

Com beijão ao vivo, Nicolas Prattes se classifica na “Dança”

Aos 53 anos, morre atriz Solange Badim

“Estou em um aplicativo, aberta tanto para meninas quanto meninos. Estou em busca de conexões humanas, então não importa para mim, pode ser homem ou mulher”, afirmou a estrela.

O vídeo trata de outros tópicos polêmicos da vida da arista, como relacionamentos casuais: “Há uma estigma ao redor de mulheres que praticam sexo casual. É o meu corpo, é a minha escolha, é divertido e também uma conexão com alguém”.

A musa também fala de seu vício em cocaína, e contou como foi a primeira vez que usou a droga. “A primeira vez que usei foi aos 17 anos, eu trabalhava no Disney Channel e estava com uns amigos. Eu estava com medo, mas usei e amei”, confidenciou.



E detalhou uma ocasião bastante tensa: “Uma noite usei cocaína demais e alguns remédios, eu fiquei sem ar, meu coração acelerou e era o começo de uma overdose”.



Atualmente recuperada, a morena ainda se vê presa a um distúrbio alimentar. “Comida ainda é o maior desafio da minha vida. Estou constantemente pensando na minha imagem, no que vou comer e no que não posso. É constante”, explicou.